Análise do impacto dos requisitos funcionais para registros bibliográficos (FRBR) nos pontos de acesso de responsabilidade pessoal

Silveira, Naira Christofoletti Análise do impacto dos requisitos funcionais para registros bibliográficos (FRBR) nos pontos de acesso de responsabilidade pessoal., 2007 Master's dissertation thesis, PUC Campinas. [Thesis]

[img] PDF
Dissertação_versão_final.pdf

Download (1680Kb)

English abstract

The alterations to the way knowledge is produced and the great amount of documents stimulate and pressurize into changes in cataloguing. In this context, a theoretical model for cataloguing known as Functional Requirements for Bibliographic Records (FRBR) was published in 1998. Generally speaking, the cataloguing codes are divided into two parts: one related to description and another to the access points. This work aims to analyse the procedures to choose the access points of personal responsibility of the bibliographic records, in order to relate them to the concepts shown in the FRBR. The present work is characterized as a theoretical search and the investigation resorts to deductive approach to analyse the rules and the internationally accepted principles utilized in the choice of the access points. This search also has an empirical part to collect factual data about the use of cataloguing rules and to compare the registers with or without the use of the FRBR. As a result, it is observed that the cataloguing rules are still directed to the impressed catalogues. However, the concepts presented by the FRBR are related to the automated catalogues. The FRBR enlarge the dimensions of the responsabilities about the content of work and expression, and they translate the social changes to the possibilities of information representation in the bibliographic records. With the FRBR the rules have to be stipulated to facilitate the user activities. This implies in the review of the cataloguing rules, mainly the ones related to the choice of the access point. In this way, the professional of information will pay more efforts to determine which the access points for the user are. Among the uncountable impacts caused by the FRBR, perhaps the most important are to resume the discussion about the cataloguing in theoretical level and to highlight the importance of intellectual work of professional of information.

Portuguese abstract

As alterações na forma de produção do conhecimento e o grande volume de documentos pressionaram e estimularam mudanças na catalogação. Nesse contexto, foi publicado em 1998 um modelo teórico para a catalogação conhecido como Requisitos Funcionais para Registros Bibliográficos (FRBR . Functional Requirements for Bibliographic Records). Em geral, os códigos de catalogação são divididos em duas partes: uma destinada à descrição e outra aos pontos de acesso. Este estudo teve como objetivo analisar os procedimentos para a escolha dos pontos de acesso de responsabilidade pessoal do registro bibliográfico, relacionando-os com os conceitos apresentados nos FRBR. Caracterizada como uma pesquisa teórica, a investigação recorreu à abordagem dedutiva para analisar as regras e os princípios aceitos internacionalmente utilizados na escolha dos pontos de acesso. A pesquisa também possui uma parte empírica para coletar dados factuais sobre a aplicação de regras de catalogação e comparar os registros com e sem a base dos FRBR. Como resultado, observou-se que as regras da catalogação ainda se direcionam aos catálogos impressos. No entanto, os conceitos apresentados pelos FRBR se relacionam aos catálogos automatizados. Os FRBR ampliam as dimensões das responsabilidades sobre o conteúdo de uma obra e expressão, traduzindo as alterações sociais para as possibilidades de representação da informação nos registros bibliográficos. Com os FRBR as regras devem ser estipuladas para facilitar as atividades dos usuários. Isto implica na revisão das regras de catalogação, especialmente as relacionadas à escolha dos pontos de acesso. Assim, o bibliotecário empenhará mais esforços para determinar quais serão os pontos de acesso necessários aos seus usuários. Dentre os inúmeros impactos provocados pelos FRBR, talvez, os de maior destaque sejam a retomada das discussões sobre a catalogação em nível teórico e o realce da importância do trabalho intelectual dos profissionais.

Item type: Thesis (UNSPECIFIED)
Keywords: Catalogação. Registro bibliográfico. Pontos de acesso. Requisitos Funcionais para Registros Bibliográficos - FRBR. Cataloguing. Bibliographic records. Access points. Functional Requirements for Bibliographic Records – FRBR.
Subjects: I. Information treatment for information services > IA. Cataloging, bibliographic control.
Depositing user: Naira Silveira
Date deposited: 25 Jan 2008
Last modified: 14 Dec 2012 20:39
URI: http://hdl.handle.net/10760/11032

References

"SEEK" links will first look for possible matches inside E-LIS and query Google Scholar if no results are found.

ANTONIO, Irati. Autoria e cultura na pós-modernidade. Ciência da Informação, Brasília, v. 27, n. 2, 1998.

ASSUNÇÃO, Maria. Catalogação de documentos musicais escritos: uma abordagem à luz da evolução normativa. 2005. Dissertação (Mestrado em Ciências Documentais)¾Universidade de Évora, 2005. Disponível em: <http://eprints.rclis.org/archive/00006400/>. Acesso em: 25 nov. 2006.

BARBOSA, Alice P. Novos rumos da catalogação. Rio de Janeiro: BNG/Brasilart, 1978.

BARBOSA, Sidney; MEY, Eliane S. A.; SILVEIRA, Naira C. Vocabulário controlado para indexação de obras ficcionais. Brasília: Briquet de Lemos/Livros, 2005.

BARRETO, Aldo. Padrões de assimilação da informação... In: RODRIGUES, G. M.; LOPES, I. L. Organização e Representação do conhecimento na perspectiva da Ciência da Informação. Brasília: Thesaurus, 2003.

BARTHES, Roland. A morte do autor. In: BARTHES, Roland. O rumor da língua. São Paulo: Brasiliense, 1988.

BENNETT, Rick et al. VIAF (Virtual International Authority File): Linking Die Deutsche Bibliothek and Library of Congress Name Authority Files. Seul: IFLA, 2006. Disponível em: <http://www.ifla.org/IV/ifla72/papers/123-Bennett-en.pdf>. Acesso em: 29 ago. 2007.

BIBLIOTECA NACIONAL. Catálogos. Disponível em: <www.bn.br>. Acesso em: 15 ago. 2007.

BUSH, Vannevar. As we may think. The Atlantic online, jul. 1945. Disponível em: <http://www.theatlantic.com/doc/print/194507/bush>. Acesso em: 21 mar. 2006.

CALDEIRA, Paulo da T. A situação do Brasil em relação ao controle bibliográfico universal. R. Esc. Bibliotecon. UFMG, Belo Horizonte, v. 13, n. 2, p. 260-283, set. 1984.

CALVINO, Ítalo. Seis propostas para o próximo milênio. São Paulo: Companhia das Letras, impressão 1993.

CAMPELLO, Bernadete. Introdução ao controle Bibliográfico. 2. ed. Brasília: Briquet de Lemos/Livros, 2006.

CAMPELLO, Bernadete; MAGALHÃES, Maria H. de A. Introdução ao controle Bibliográfico. Brasília: Briquet de Lemos/Livros, 1997.

CARLYLE, Allyson. Understanding FRBR as a conceptual model: FRBR and the bibliographic universe. Library resources & Technical Service, v. 50, n. 4, p. 264-273, 2006.

CASTRO, César A. História da biblioteconomia brasileira. Brasília: Thesaurus, 2000.

CHACHRA, Vinod; ESPLEY, John. FRBR implementation. Disponível em: <http://www.vtls.com/documents/FRBR1.PPT>. Acesso em: 20 ago. 2006.

CHARTIER, Roger. A aventura do livro: do leitor ao navegador. São Paulo: Ed. da Unesp, 1999.

CHEN, Peter. Modelagem de dados: a abordagem entidade-relacionamento para projeto lógico. São Paulo: McGraw-Hill: Makron, 1990.

CNPq. Áreas e programas: nova tabela das áreas do conhecimento. Versão preliminar setembro de 2005. Disponível em: <http://www.memoria.cnpq.br/areas/cee/proposta.htm>. Acesso em: 29 ago. 2007.

CÓDIGO de catalogação anglo-americano. 2. ed. rev. 2002. São Paulo: FEBAB, 2004.

COELHO, Teixeira. Dicionário crítico de política cultural. São Paulo: Iluminuras, 1997.

CONGRESO INTERNACIONAL SOBRE LAS BIBLIOGRAFÍAS NACIONALES, 1977, París. La bibliografía nacional: función actual y evolución futura. Paris: UNESCO, 1977. Disponível em: <http://unesdoc.unesco.org/images/0002/000226/ 022689sb.pdf>. Acesso em: 26 jan. 2007.

COORDENAÇÃO DE APERFEIÇOAMENTO DE PESSOAL DE NÍVEL SUPERIOR – CAPES. Documento de Área: Ciências Sociais Aplicadas I: Comunicação/Ciência da Informação. 2004. Disponível em: <http://www.capes.gov.br/avaliacao/documentos/ trienio_2001_2003.html>. Acesso em: 19 de abr. 2007.

DECLARACIÓN de Principios Adoptados por la Conferencia Internacional sobre Principios de Catalogación París, octubre de 1961. Traducción: Elena Escolano Rodríguez. In: REUNIÓN IFLA DE EXPERTOS SOBRE UN CÓDIGO INTERNACIONAL DE CATALOGACIÓN, 2., 2004, Buenos Aires. Disponível em: <http://www.loc.gov/loc/ifla/imeicc/papers-sp.html>. Acesso em: 18 out. 2006.

DEMO, Pedro. Metodologia do conhecimento científico. São Paulo, Atlas, 2000.

DIAS, Eduardo W. Biblioteconomia e Ciência da Informação: natureza e relações. Perspectivas em Ciência da Informação, Belo Horizonte, v. 5, n. especial, p. 67-80, jan./jun. 2000.

FOSKETT, D. J. Ciência da Informação como disciplina emergente. In: FOSKETT, D. J. et al. Ciência da Informação ou informática? Rio de Janeiro: Calunga, 1980.

FOUCAULT, Michel. O que é um autor? 6. ed. Lisboa: Veja, Passagens, 2006.

GIL, Antonio C. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2002.

HEIJLIGERS, Ton. ¿«Entrada principal» en el futuro? In: Principios de catalogación de IFLA: pasos hacia un código internacional de catalogación. IFLA: Frankfurt, 2003. (Serie de IFLA sobre Control Bibliográfico, v. 26). Disponível em: <http://travesia.mcu.es/documentos/principios_catalogacion_ifla.pdf>. Acesso em: 2 maio 2007.

IFLA CATALOGUING SECTION. Strategic plan. Última atualização em 22 de julho de 2007. Disponível em: <http://www.ifla.org/VII/s13/index.htm#IME-ICC>. Acesso em: 23 ago. 2007.

IFLA ENCONTRO DE ESPECIALISTAS SOBRE O CÓDIGO INTERNACIONAL DE CATALOGAÇÃO, 1., Frankfurt, 2003. Declaração de princípios internacionais de catalogação. Disponível em: <http://www.ddb.de/standardisierung/pdf/statement_ portugese.pdf>. Acesso em: 18 out. 2006.

IFLA ENCONTRO DE ESPECIALISTAS SOBRE O CÓDIGO INTERNACIONAL DE CATALOGAÇÃO, 2., 2004, Bueno Aires. Glosario. 2005. Disponível em: <http://www.loc.gov/loc/ifla/imeicc/source/glossary-sept05-spa.pdf>. Acesso em: 18 out. 2006.

IFLA ENCONTRO DE ESPECIALISTAS SOBRE O CÓDIGO INTERNACIONAL DE CATALOGAÇÃO, 4., 2006, Seul. Statement of International Cataloguing Principles. Versão de 6 abril de 2007. Disponível em: <http://www.nl.go.kr/icc/down/ 070412_2.pdf>. Acesso em: 16 maio 2007.

IFLA FRANAR. Working Group on Functional Requirements and Numbering of Authority Records (FRANAR). Functional Requirements for authority Data. Versão de 1 abril de 2007. Disponível em: <http://www.ifla.org/VII/d4/FRANAR-ConceptualModel-2ndReview.pdf>. Acesso em: 16 jun. 2007.

IFLA FRASAR. Working Group Functional Requirements for Subject Authority Records (FRSAR). Última atualização em 16 de janeiro de 2006. Disponível em: <http://www.ifla.org/VII/s29/wgfrsar.htm>. Acesso em: 17 abr. 2007.

IFLA STUDY GROUP ON THE FUNCTIONAL REQUIREMENTS FOR BIBLIOGRAPHIC RECORDS. Functional requirements for bibliographic records: final report. UBCIM Publications - New Series, vol. 19. München: K. G. Saur, 1998. Disponível em: <www.ifla.org>. Acesso em: 16 ago. 2006.

JAPIASSÚ, Hilton; MARCONDES, Danilo. Dicionário básico de filosofia. 3. ed. rev. e ampl. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1996.

JOINT STEERING COMMITTEE: for revision of AACR: RDA . Background. Última atualização em 16 de julho de 2007. Disponível em: <http://www.collections canada.ca/jsc/rda.html#background>. Acesso em: 23 ago. 2007.

KUHN, Thomas S. A estrutura das revoluções científicas. São Paulo: Perspectiva, 2001.

LANCASTER, F. W. Indexação e resumos: teoria e prática. Brasília: Briquet de lemos/Livros, 1993.

LE BOEUF, Patrick. El mundo feliz de los FRBR. In: Principios de catalogación de IFLA: pasos hacia un código internacional de catalogación. IFLA: Frankfurt, 2003. (Serie de IFLA sobre Control Bibliográfico, v. 26). Disponível em: <http://travesia.mcu.es/documentos/principios_catalogacion_ifla.pdf>. Acesso em: 2 maio 2007.

LE COADIC, Yves-François. A Ciência da informação. 2. ed. Brasília: Briquet de Lemos/Livros, 2004.

MARCONI, Marina de A.; LAKATOS, Eva M. Metodologia científica. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2004.

MARCONI, Marina de A.; LAKATOS, Eva M. Técnicas de pesquisa. São Paulo: Atlas, 1982.

MELO, Aristeu G. de. O controle bibliográfico no Brasil: uma proposta. Brasília: Câmara dos Deputados, Coordenação de Publicações, 1981.

MEY, Eliane S. A. Acesso aos registros sonoros: elementos necessários à representação bibliográfica de discos e fitas. 1999. Tese (Doutorado em Ciências da Comunicação)–Universidade de São Paulo, São Paulo, 1999.

MEY, Eliane. S. A. Catalogação e descrição bibliográfica: contribuições a uma teoria. Brasília: Associação dos Bibliotecários do Distrito Federal, 1987.

MEY, Eliane. S. A. Considerações (preguiçosas) sobre a prática da catalogação. R. Bibliotecon. Brasília, v. 19, n. 2, p. 127-136, jul./dez. 1995a.

MEY, Eliane. S. A. Introdução à catalogação. Brasília: Briquet de Lemos/Livros, 1995b.

MEY, Eliane. S. A. Não brigue com a catalogação! Brasília: Briquet de Lemos/Livros, 2003.

MONTEIRO, Rosangela et al. Critérios de autoria em trabalhos científicos: um assunto polêmico e delicado. Braz. J. Cardiovasc. Surg., v. 19, n. 4, nov./dez. 2004.

MORENO, Fernanda P. Requisitos Funcionais para Registros Bibliográficos - FRBR: um estudo no catálogo da Rede Bibliodata. 2006. Dissertação (Mestrado em Ciência da Informação)–Universidade de Brasília, 2006.

NEEDHAM, C. D. Organizing knowledge in libraries: an introduction to classification and cataloguing. London: Andre Deutsch, 1964.

OCLC. VIAF: the Virtual International Authority File. c2007. Disponível em: <http://www.oclc.org/research/projects/viaf/>. Acesso em: 29 ago 2007.

OLIVEIRA, Marlene de. Origens e evolução da Ciência da Informação. In: OLIVEIRA, Marlene de (Org.). Ciência da Informação e Biblioteconomia: novos conteúdos e espaços de atuação. Belo Horizonte: Ed. Da UFMG, 2005.

ORTEGA, Cristina D. Relações entre Biblioteconomia, Documentação e Ciência da Informação. Datagramazero, v. 5, n. 5, out. 2004. Disponível em: <http://www.dgz.org.br/out04/F_I_art.htm>. Acesso em: 12 maio 2006.

PETTEE, Julia. The development of authorship rules as found in the Anglo-American Code. In: CARPENTER, Michael; SVENONIUS, Elaine (Ed.) Foundations of cataloging: a sourcebook. Littleton, Colorado: Libraries Unlimited, 1985. Artigo originalmente publicado em Library Quarterly, v. 6, July., 1936.

PIGGOTT, Mary. A topography of cataloguing. London: The Library Association, 1988.

PINHEIRO, Lena V. R. Campo interdisciplinar da Ciência da Informação: fronteiras remotas e recentes. In: PINHEIRO, Lena V. R. (Org.). Ciência da Informação, Ciências Sociais e interdisciplinaridade. Brasília: IBICT, 1999.

SANTOS, Gildenir C.; RIBEIRO, Célia M. Acrônimos, siglas e termos técnicos: arquivística, biblioteconomia, documentação, informática. Campinas: Átomo, 2003.

SARACEVIC, Tefko. Ciência da Informação: origem evolução e relações. Perspectivas em Ciência da Informação, Belo Horizonte, v. 1, n. 1, p. 41-62, jan./jun. 1996.

SARACEVIC, Tefko. Interdisciplinarity nature of Information Science. Ciência da Informação, Brasília, v. 24, n. 1, p. 36-41, 1995.

SHERA, J. H. Sobre Biblioteconomia, Documentação e Ciência da Informação. In: FOSKETT, D. J. et al. Ciência da Informação ou informática? Rio de Janeiro: Calunga, 1980.

TILLETT, Barbara. O que é FRBR? um modelo conceitual para o universo bibliográfico. Tradução de Lídia Alvarenga e Renato Rocha Souza. Disponível em: <http://www.snake.ne.jp/~yama/nph-docomo.cgi/010000A/http/www.loc.gov/

catdir/cpso/o-que-e-frbr.pdf>. Acesso em: 12 maio 2007. Texto originalmente publicado em Technicalities, v. 25, n. 5, sept./oct. 2003a.

TILLETT, Barbara. Resource Description and Acess: a cataloging code for future. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE BIBLIOTECONOMIA, DOCUMENTAÇÃO E CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO, 22., 2007, Brasília. Anais... Brasília: FEBAB, ABDF, 2007.

TILLETT, Barbara. Un fichero de autoridades internacional virtual. In: Principios de catalogación de IFLA: pasos hacia un código internacional de catalogación. IFLA: Frankfurt, 2003b. (Serie de IFLA sobre Control Bibliográfico, v. 26). Disponível em: <http://travesia.mcu.es/documentos/principios_catalogacion_ifla.pdf>. Acesso em: 2 maio 2007.

VALENTIM, Marta L. P. Construção de conhecimento científico. In: VALENTIM, Marta L. P. (Org). Métodos qualitativos de pesquisa em Ciência da Informação. São Paulo: Polis, 2005.

VERONA, Eva. Literary unit versus bibliographical unit. In: CARPENTER, Michael; SVENONIUS, Elaine (Ed.) Foundations of cataloging: a sourcebook. Littleton, Colorado: Libraries Unlimited, 1985. Artigo originalmente publicado em Libri, v. 9, 1959.

WERSIG, Gernot. Information Science: the estudy of postmodern knowledge usage. Information Processing & Management, v. 29, n. 2, p. 229-239, 1993. Tradução livre de Ana Pirolo e Nabor Alves Monteiro.


Actions (login required)

View Item View Item