Uso do padrão MARC em bibliotecas universitárias da Região Sul do Brasil

Dziekaniak, G.V. and Medeiros, J. S. and Silveira, J. P. B. and Fortes, M. F. and Borges, V. O. Uso do padrão MARC em bibliotecas universitárias da Região Sul do Brasil. Encontros Bibli : Revista Eletrônica de Biblioteconomia e Ciência da Informação, 2008, vol. 13, n. 26. [Journal article (Paginated)]

[img]
Preview
PDF
7198-21654-1-PB.pdf

Download (82kB) | Preview

English abstract

This study aimed to examine the use of standard MARC (MAchine Readable Cataloging record) by university libraries that comprise the Southern region of Brazil, and is proposed to identify the use of interoperability. Therefore, based on the assumption that, despite the libraries, to choose a standard metadata to describe their collections, choosing, in the main, by default MARC such libraries do not have the primary goal is interoperability. The study considers this feature of great importance because through it is possible to maintain the standardization of databases, implement the cooperative cataloguing, reduce efforts and avoid the re-work. It advantages in the use of communication protocols combined with patterns of metadata. As for results, the survey showed that the state searched that most uses standard MARC is the Paraná (PR), where 68% of libraries surveyed say use it, the Rio Grande do Sul (RS) is the state that uses the least default, being used by 60% of respondents libraries. The principle of interoperability you can see that the PR uses this feature in about 85% of libraries respondents, followed by Santa Catarina, which exports and import through MARC in 66% of the respondents libraries. Considering that most libraries are consulted computerized (users of software managers libraries), and these make software (70% of them) the completion of cataloguing via standard MARC, the university libraries of the South Region of Brazil still hold the interoperability of a timid; As suggestion to alleviate this low utilization and low utilization of resources from the search MARC concluded that the development of cooperatives among libraries would be one of the exits to split expenses and profits with the development of software enabling the interoperability and standardization via use of MARC.

Portuguese abstract

Esta pesquisa objetivou analisar a utilização do padrão MARC (MAchine Readable Cataloging record) pelas bibliotecas universitárias que compreendem a Região Sul do Brasil, bem como se propôs a identificar o uso da interoperabilidade entre elas. Para tanto, baseou-se na hipótese de que, apesar das bibliotecas, ao escolherem um padrão de metadados para descreverem seus acervos, optarem, em sua maioria, pelo padrão MARC, tais bibliotecas não têm por principal objetivo a interoperabilidade. A pesquisa considera este recurso de grande importância porque através dele é possível manter a padronização de bases de dados, realizar a catalogação cooperativa, reduzir esforços e evitar o re-trabalho. Aborda vantagens no uso de protocolos de comunicação aliados a padrões de metadados. Quanto aos resultados, a pesquisa demonstrou que o Estado pesquisado que mais utiliza o padrão MARC é o Paraná (PR), onde 68% das bibliotecas entrevistadas afirmam utilizá-lo; o Rio Grande do Sul (RS) é o Estado que menos utiliza o padrão, sendo usado por 60% das bibliotecas respondentes. Quanto ao princípio da interoperabilidade pode-se perceber que o PR utiliza este recurso em cerca de 85% das bibliotecas respondentes, seguido de Santa Catarina, que interopera através do MARC em 66% das bibliotecas respondentes. Considerando que a maioria das bibliotecas consultadas são informatizadas (usuárias de softwares gerenciadores de bibliotecas) e estes softwares possibilitarem (70% deles) a realização da catalogação via padrão MARC, as bibliotecas universitárias da Região Sul do Brasil ainda realizam a interoperabilidade de maneira tímida; Como sugestão para amenizar esta baixa utilização e baixo aproveitamento de recursos do MARC a pesquisa concluiu que o desenvolvimento de cooperativas entre bibliotecas seria uma das saídas para dividir despesas e lucros com o desenvolvimento de softwares que possibilitem a interoperabilidade e a padronização via uso do MARC.

Item type: Journal article (Paginated)
Keywords: Padrão MARC. Bibliotecas Universitárias. Interoperabilidade. Protocolo de comunicação Z39.50; MARC standard. Universities libraries. Interoperability. Communication protocol Z39.50.
Subjects: L. Information technology and library technology
I. Information treatment for information services > IE. Data and metadata structures.
I. Information treatment for information services > IF. Information transfer: protocols, formats, techniques.
L. Information technology and library technology > LR. OPAC systems.
Depositing user: Jackson Medeiros
Date deposited: 17 Nov 2008
Last modified: 02 Oct 2014 12:13
URI: http://hdl.handle.net/10760/12532

References

"SEEK" links will first look for possible matches inside E-LIS and query Google Scholar if no results are found.

FEITOSA, Ailton. Organização da informação na web: das tags à web semântica. Brasília: Briquet de Lemos, 2006.

HAIGH, Susan. A glossary of digital library: standards, protocols and format. Libraries and Archives. Canada, 1998. Disponível em: <http://www.collectionscanada.ca/9/1/p1-253-e.html>. Acessado em 23 outubro de 2007.

ISO - INTERNATIONAL ORGANIZATION FOR STANDARDIZATION. Overview of the ISO System. ISO, 2006. Disponível em: <http://www.iso.org/iso/en/aboutiso/introduction/index.html#one>. Acessado em 23 outubro de 2007.

NOERR, Peter. The Digital Library Toolkit. Sun Microsystems. 3 rd edition. Santa Clara, CA.: Sun Microsystems, January 2003. Disponível em: <http://www.sun.com/products-nsolutions/edu/whitepapers/pdf/digital_library_toolkit.pdf >. Acessado em 04 maio 2007.

ROSSETO, Márcia. Uso do protocolo Z39.50 para recuperação de informação em redes eletrônicas. Ciência da Informação, v. 26, n. 2, 1997. Disponível em: <http://www.ibict.br/cienciadainformacao/include/getdoc.php?id=752&article=430&mode=pdf>. Acesso em: 16 jul. 2007.

ROWLEY, J. Biblioteca eletrônica. 2. ed. Brasília: Briquet de Lemos, 2002.

SANTAREM SEGUNDO, José Eduardo; VIDOTTI, Silvana A. B. G. A linguagem XML como ferramenta facilitadora no processo estrutural de comunicação científica no formato digital. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE BIBLIOTECONOMIA, DOCUMENTAÇAO E CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO, 22.. Brasília, 2007. Anais... Brasília, 2007.

SAYÃO, Luís Fernando. Padrões para bibliotecas digitais abertas e interoperáveis. Enc. Bibli: R. Eletr. Bibliotecon. Ci. Inf., Florianópolis, n. esp., 1º sem. 2007. Disponível em: <www.periódicos.ufsc.br/index.php/eb>. Acesso em: 20 jan. 2008.


Downloads

Downloads per month over past year

Actions (login required)

View Item View Item