Ecossistemas bibliotecários: novos paradigmas de biblioteca universitária e sua relação com a inovação educativa em uma sociedade de conhecimento

Dudziak, Elisabeth Adriana Ecossistemas bibliotecários: novos paradigmas de biblioteca universitária e sua relação com a inovação educativa em uma sociedade de conhecimento., 2008 . In XV Seminário Nacional de Bibliotecas Universitárias, Sao Paulo Brazil, 10 - 14 November 2008. [Conference paper]

[img]
Preview
PDF
SNBU_2008.pdf

Download (107kB) | Preview

English abstract

The purpose of this work is to provide a new vision about the academic library’s concept, conceived as ecosystem, space of learning, experimentation and expression. This is a theoretical discussion, that has as base the evolution of paradigms in education and the consequent change in the design of library. Taking as reference the Knowledge Society, there is the emergence of a new perspective about library organization, now understood as an organic set of agents and resources that can manage competences, capacities and specific productive chains 2 related to information, knowledge, and learning. University library no longer presents as informational unit, but is itself as an ecosystem of learning, experimentation and expression. Thus, becomes an essential part of university’s reality, in constant interaction with other ecosystems. The study wants to move in considering the establishment of new spaces and library services that promote its revitalization. In the end of the work is presented a list of suggested actions for the implementation of these organisms and their sustainability in university environment.

Portuguese abstract

O objetivo deste trabalho é proporcionar uma visão nova do conceito de biblioteca universitária, concebida enquanto ecossistema, espaço de aprendizado, experimentação e expressão. Trata-se de uma discussão teórica, cuja base é a evolução dos paradigmas na educação e a conseqüente mudança na concepção de biblioteca. Tendo como referência a Sociedade do Conhecimento, observa-se a emergência de uma nova perspectiva do que seja a organização bibliotecária, entendida agora como um conjunto orgânico de agentes e recursos que dominam competências, capacidades e cadeias produtivas específicas relacionadas à informação, ao conhecimento e ao aprendizado. A biblioteca universitária não mais se apresenta como unidade informacional, antes constitui-se como um ecossistema de aprendizado, experimentação e expressão. Deste modo, torna-se parte essencial da realidade universitária, em constante interação com outros ecossistemas. O estudo pretende avançar na reflexão sobre a constituição de novos espaços e serviços bibliotecários que promovam sua revitalização. Finaliza-se o trabalho com um elenco de ações sugeridas para a implementação desses ‘organismos’ e sua sustentabilidade no ambiente universitário.

Item type: Conference paper
Keywords: ecossistemas bibliotecários, inovação educacional, sustentabilidade, information ecosystems, educational innovation, sustainability
Subjects: B. Information use and sociology of information > BG. Information dissemination and diffusion.
B. Information use and sociology of information > BA. Use and impact of information.
B. Information use and sociology of information > BH. Information needs and information requirements analysis.
B. Information use and sociology of information > BD. Information society.
Depositing user: Elisabeth Adriana Dudziak
Date deposited: 28 Dec 2008
Last modified: 02 Oct 2014 12:13
URI: http://hdl.handle.net/10760/12672

References

"SEEK" links will first look for possible matches inside E-LIS and query Google Scholar if no results are found.

BRITISH LIBRARY. Redefining the library: the British Library's strategy 2005-2008. London, 2005. Disponível em: http://www.bl.uk/aboutus/stratpolprog/redeflib/redefining/blstrategy20052008.pdf Acesso em: 26 agosto de 2008.

BUSH, V. Science, the endless frontier: a report to the President on a program for postwar scientific research. Washington: National Science Foundation, 1945. Disponível em: http://www.nsf.gov/od/lpa/nsf50/vbush1945.htm Acesso em: 20 Jan. 2006.

CASTRO FILHO, C.M. O modelo europeu do centro de recursos para el aprendizaje y la investigación (CRAI) e as bibliotecas universitárias brasileiras: convergências e divergências. Tese (Doutorado), 2008. Escola de Comunicações e Artes, Universidade de São Paulo. São Paulo, 2008.

CHANDRA, H. Planning, design and construction of the Central Library Building as dynamic engine and multi-functional complex facilitating the sharing, interaction and exchange of learning, research experiences, knowledge and information to achieve academic excellence: a case study of Indian Institute of Technology Madras (IIT Madras). In: WORLD LIBRARY AND INFORMATION CONGRESS IFLA GENERAL CONFERENCE AND COUNCIL, 72., 2006, Seoul. Proceedings. Disponível em: http://www.ifla.org/IV/ifla72/papers/124-Chandra-en.pdf Acesso em: 26 agosto de 2008.

COX, J; VANDERPOL, D. The UNLV Libraries Collaborative Learning Center: they came to look and stayed to learn. Library Hi Tech, v. 23, n. 3, p. 334-342. DUDZIAK, E.A. Lei de inovação e pesquisa acadêmica: o caso PEA. Tese (Doutorado). 2007. Escola Politécnica, Universidade de São Paulo. São Paulo, 2007.

FOUCAULT, M. Arqueologia das ciências e história dos sistemas de pensamento. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2000.

FRANCELIN, M.M. Epistemologia da complexidade e a ciência da informação. Ciência da Informação, v. 32, n. 2, p. 64-68, mai/ago. 2003.

KUHN, T.S. A estrutura das revoluções científicas. São Paulo: Perspectiva, 1970.

LUZ, G.M.S. Bibliotecas universitárias: um modelo de avaliação de desempenho. Tese (Doutorado), 1989. Escola de Comunicações e Artes, Universidade de São Paulo. São Paulo, 1989.

MERTON, R.K. Science and the Social Order. Philosophy of Science, v. 5, p. 321–337, 1938.

SARACEVIC, T. Interdisciplinary nature of information science. Ciência da Informação, v.24, n.1, p. 36-41, jan/abr. 1995.


Downloads

Downloads per month over past year

Actions (login required)

View Item View Item