As duas culturas e os reflexos no mundo atual nas Ciências e na Ciência da Informação

Gauz, Valeria and Pinheiro, Lena Vania R. As duas culturas e os reflexos no mundo atual nas Ciências e na Ciência da Informação., 2011 . In ENANCIB - Encontro Nacional de Pesquisa em Ciência da Informação, Brasília, Brazil, 23-26 Oct. 2011. [Conference paper]

[img]
Preview
PDF
vgauzduascult.pdf

Download (101Kb) | Preview

English abstract

Refers to the differences between the Sciences and the Humanities as described in Charles Snow's famous lecture on The Two Cultures, presented at the University of Cambridge in 1959. For Snow, the industrialization was the only path to advancement by poor countries. That argument was not altogether new. In the Unites States, there had been occasions when the importance of the Sciences for the development of that country had been debated, and the relevance of the Humanities, as well, as the basis of forming productive thinking habits. Despite the marked differences between the various disciplines of the Sciences and between those and the Humanities, there are similarities in the methods of the Two Cultures. In History, for instance, scholarly communication practices approximate those in the Sciences. Recent research in Information Science in Brazil, looking at the current practices of historians of Colonial Brazil, show similarities to practices that until the 1980s were especially characteristic of the Natural Science, such as multiple authorship of articles, participation in collaborative projects, and the heavy use of technologies of information and communication There is evidence that nowadays the gap between the Sciences and the Humanities has become smaller. Snow’s ideas are a contribution to the History of Sciences and to Information Science, even though the Sciences have suffered major transformations due to the epistemic approximations proper of interdisciplinarity.

Portuguese abstract

Diferenças entre as Ciências Naturais e as Humanidades a partir da palestra de Charles Snow na University of Cambridge, em 1959, As Duas Culturas. Para esse cientista e escritor de Literatura, a industrialização se constituía em única solução para o avanço dos países menos favorecidos. O assunto já havia sido debatido nos Estados Unidos em outras oportunidades, sob a ótica dos modelos educacionais e seu impacto no progresso desse país, onde as Ciências desempenhariam papel importante, mas também as Artes, por formar hábitos de reflexão. Apesar do afastamento ocorrido dentro das próprias disciplinas das Ciências Naturais e entre estas e as Humanidades, também existem interseções entre as duas Ciências. Na História, por exemplo, as aproximações se manifestam por meio das práticas da produção científica. Pesquisa recente em Ciência da Informação, no Brasil, detectou que as comunicações de pesquisadores da área de História do Brasil Colonial apresentam aspectos que até a década de 1980 eram relacionados às investigações das Ciências Naturais, como a autoria múltipla em artigos, a participação em projetos colaborativos e o uso regular das tecnologias de informação e comunicação. As idéias de Snow são uma contribuição para a História da Ciência e a Ciência da Informação, ainda que as Ciências tenham passado por significativas transformações, com as aproximações epistêmicas da interdisciplinaridade.

Item type: Conference paper
Keywords: Two Cultures; Sciences and Humanities; Information Science; Scholarly Communication; History; History of Science
Subjects: A. Theoretical and general aspects of libraries and information. > AA. Library and information science as a field.
A. Theoretical and general aspects of libraries and information. > AC. Relationship of LIS with other fields .
Depositing user: Valeria Gauz
Date deposited: 07 Feb 2012
Last modified: 17 Dec 2012 16:16
URI: http://hdl.handle.net/10760/16568

References

"SEEK" links will first look for possible matches inside E-LIS and query Google Scholar if no results are found.

ARAÚJO, Ricardo Benzaquen de. Ronda Noturna, narrativa, crítica e verdade em Capistrano de Abreu. Estudos Históricos, Rio de Janeiro, n. 1, 1988, p. 28-54.

BARBATHO, Renata Regina Gouvêa. Um olhar sobre a História: características e tendências da produção científica na área de História no Brasil (1985-2009). Dissertação (Mestrado em Ciência da Informação) – Universidade Federal do Rio de Janeiro/Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBICT), Rio de Janeiro, 2011. Orientadores: Lena Vania Ribeiro Pinheiro e Tânia Maria Tavares Bessone da Cruz Ferreira.

BARTA, Tony. Discourses of genocide in Germany and Australia: a linked history. Disponível em: <http://epress.anu.edu.au/aborig_history/ah25/pdf/ch03.pdf>. Acesso em: 13 abr. 2011.

BOSCHI, Caio C. Espaços de sociabilidade na América Portuguesa e historiografia brasileira contemporânea. Varia História, Belo Horizonte, v. 22. n. 36, v, 2006, p. 291-313.

BRASIL, Maria Irene. Estruturas bibliométricas e fontes historiográficas do setor de História da Fundação Casa de Rui Barbosa: um estudo de caso. Dissertação (Mestrado em Ciência da Informação) - Escola de Comunicação, UFRJ; Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBICT), Rio de Janeiro, 1992. Orientadoras: Lena Vania Ribeiro Pinheiro e Maria José M. C. de Macedo Wehling.

CARR, Edward H. Que é História? Conferências George Macaulay Trevelyan proferidas por E. H. Carr na Universidade de Cambridge, janeiro-março de 1961. 4. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1982.

CHARTIER, Roger. A História ou a leitura do tempo. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2009.

CRIPPA, Giulia. Entre Ciências e Humanidades: o problema da ordem da memória da/para a Ciência da Informação. ENANCIB - Encontro Nacional de Pesquisa em Ciência da Informação [Online], 4 Out 2010. Disponível em: <http://congresso.ibict.br/index.php/enancib/xienancib/paper/view/40/201>. Acesso em: 22 jul. 2011.

DARNTON, Robert. Entrevista com Robert Darnton [por José Murilo de Carvalho]. Topoi, Revista de História, Rio de Janeiro, v. 5, set. 2002, p. 389-397.

DIZIKES, Peter. Our two cultures. The New York Times, Sunday Book Review, 22 March 2009. Disponível em: <http://www.nytimes.com/2009/03/22/books/review/Dizikes-t.html>. Acesso em: 19 jan. 2010.

ENGLAND, Richard. Creative minds: the search for the reconciling principles of Science, the Humanities, Arts and Religion. Forum on Public Policy: a journal of Oxford Round Table, v. 2009, no. 2. Disponível em: <http://forumonpublicpolicy.com/summer09/archivesummer09/england.pdf>. Acesso em: 22 abr. 2011.

FERREIRA, Marieta de Moraes. História, tempo presente e história oral. Topoi, Revista de História, Rio de Janeiro, v. 5, set. 2002, p. 314-332.

FERREZ, Helena Dodd. Análise da literatura periódica brasileira na área de História. Dissertação (Mestrado em Ciência da Informação) - Escola de Comunicação, UFRJ/Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBICT), Rio de Janeiro, 1981. Orientadora: Gilda Maria Braga.

FIERING, Norman. Changing habits [mensagem pessoal]. Mensagem recebida de <Norman_Fiering@brown.edu> em 3 mar. 2010.

FLORESCANO, Enrique. A função social do historiador. Tempo, Rio de Janeiro, v. 4, 1997, p. 65-79.

GAUZ, V. História e Historiadores de Brasil Colonial, uso de livros raros digitalizados na Comunicação Científica e a produção do conhecimento, 1995-2009. Tese (Doutorado em Ciência da Informação) – Universidade Federal Fluminense?Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBICT). Rio de Janeiro, 2011. Orientadora: Lena Vania Ribeiro Pinheiro.

HANSON, Eric A. How we got here: historical reflections on the rifts between ways of knowing. Forum on Public Policy: a journal of Oxford Round Table, v. 2009, no. 2. Disponível em: <http://forumonpublicpolicy.com/summer09/threecultures.html>. Acesso em: 13 abr. 2011.

JAPIASSU, Hilton. Interdisciplinaridade e patologia do saber. Rio de Janeiro: Imago, 1976. 221 p. (Série Logoteca).

LAPA, José Roberto do Amaral . A História em questão: historiografia brasileira contemporânea. Petrópolis: Vozes, 1976.

LE GOFF, Jacques. História e memória. 2. ed. Campinas, SP: Editora da UNICAMP, 1992. (Coleção Repertórios).

McCRANK, Lawrence J. History, Archives, and Information Science. Annual Review of Information Science (ARIST), v. 30, p. 281-382, 1995.

MEADOWS, A. J. A Comunicação Científica. Brasília, DF: Briquet de Lemos Ed., 1999.

MEDAWAR, Peter B. Os limites da Ciência. São Paulo: Editora UNESP, 2008.

MIKHAILOV, A. I, CHERNYI, A. I., GILYAREVSKY, R. S. Estrutura e principais propriedades da informação científica. In: Ciência da Informação ou Informática? Org.de Hagar Espanha Gomes Rio de Janeiro: Calunga, 1980. p. 71-89.

PINHEIRO, Lena Vania Ribeiro. Ciência da Informação: páginas de uma revista em 25 anos. Ciência da Informação, Brasília, DF, Brasil, v. 25, n. 3, dez. 1996. Disponível em: <http://revista.ibict.br/index.php/ciinf/article/view/444/402>. Acesso em: 14 ago. 2011.

PINHEIRO, Lena Vania Ribeiro. Itinerários epistemológicos da instituição e constituição da Informação em Arte no campo interdisciplinar da Museologia e Ciência da Informação. Museologia e Patrimônio, v. 1, n. 1, jul./dez. 2008. Disponível em: <http:// revistamuseologiaepatrimonio.mast.br>. Acesso em: 12 ago. 2011.

SALLES, João Moreira. Um documentarista se dirige a cientistas. Discurso de João Moreira Salles à Academia Brasileira de Ciências. Disponível em: <http://www.observatoriousp.pro.br/um-documentarista-se-dirige-a-cientistas/>. Acesso em: 20 jun. 2010.

SANTOS, Boaventura de Sousa. Um discurso sobre as Ciências. 13 ed. Porto: Edições Afrontamento, 2002.

SNOW, Charles Percy. As Duas Culturas e uma segunda leitura: uma versão ampliada das Duas Culturas e a Revolução Científica. São Paulo: EDUSP, 1995.

TIMMONS, William Todd. Older Than Snow: The Two Cultures and the Yale Report of 1828. Forum of Public Policy Online: a journal of the Oxford Round Table, v. 2007, no. 1. Disponível em: <http://forumonpublicpolicy.com/papersw07.html>. Acesso em: 12 abr. 2011.

VICKERY, Brian C. Scientific communication in history. London: The Scarecrow Press, 2000.

ZIMAN, John. Conhecimento público. Belo Horizonte: Itatiaia; São Paulo: Edusp, 1979. (Coleção O Homem e a Ciência, v. 8).


Actions (login required)

View Item View Item