MARC21 e XML como ferramentas para a consolidação da catalogação cooperativa automatizada: uma revisão de literatura

Flamino, Adriana Nascimento MARC21 e XML como ferramentas para a consolidação da catalogação cooperativa automatizada: uma revisão de literatura., 2003 Trabalho de Conclusão de Curso - TCC thesis, Faculdade de Filosofia e Ciências - FFC/UNESP. [Thesis]

WarningThere is a more recent version of this item available.
[img]
Preview
PDF
FLAMINO_Adriana_Nascimento_TCC.pdf

Download (1948Kb) | Preview

English abstract

The cooperation and the sharing of information cataloguing and bibliographical in environment automated, this was only possible with the creation and adoption of interchange format MARC21. But due to the progresses of the technologies of information and communication, of the crescent use of Internet and of the databases and databanks, there were the need of the creation and development of tools that optimize the organization activities, retrieval and interchange of information. XML is one of those developments that have as purpose to facilitate the management, storage and transmission of data through Internet. Before that, it was proposed through a literature revision, to analyze Interchange Format MARC21 and Markup Language XML as tools for the consolidation of the Automated Cooperative Cataloguing, your differences of storage flexibilities, organization, retrieval and interchange of data through Internet. This research made possible the divulgation to the community librarian, through a literature revision, that has been discussed internationally on MARC21 and XML.

Portuguese abstract

A cooperação e o compartilhamento de informações catalográficas e bibliográficas em meio automatizado, apenas se realizou com a criação e adoção do formato de Intercâmbio MARC21. Mas devido aos avanços das tecnologias de informação e comunicação, do crescente uso da Internet e das bases e bancos de dados, houve a necessidade da criação e desenvolvimento de ferramentas que otimizem cada vez mais as atividades de organização, recuperação e intercâmbio de informações. A XML é um desses desenvolvimentos que têm como propósito facilitar o gerenciamento, armazenamento e transmissão de dados via Internet. Diante disso, foi proposto através de uma revisão de literatura, analisar o Formato de Intercâmbio MARC21 e a Linguagem de Marcação XML como ferramentas para a consolidação da Catalogação Cooperativa Automatizada, suas diferenças de flexibilidades de armazenamento, organização, recuperação e intercâmbio de dados via Internet. Esta pesquisa possibilitou a divulgação à comunidade bibliotecária, através de uma revisão de literatura, do que vem sendo discutido internacionalmente sobre MARC21 e XML.

Item type: Thesis (UNSPECIFIED)
Keywords: Catalogação cooperativa, catalogação automatizada, MARC21, metadados, tecnologias em informação, XML, cooperative cataloguing, automated cataloguing, metadata, technologies in information
Subjects: I. Information treatment for information services
I. Information treatment for information services > IA. Cataloging, bibliographic control.
I. Information treatment for information services > IF. Information transfer: protocols, formats, techniques.
L. Information technology and library technology. > LC. Internet, including WWW.
Depositing user: Adriana Flamino
Date deposited: 25 Apr 2012
Last modified: 17 Dec 2012 16:25
URI: http://hdl.handle.net/10760/16897

Available Versions of this Item

References

"SEEK" links will first look for possible matches inside E-LIS and query Google Scholar if no results are found.

ABITEBOUL, S. ; BUNEMAN P. ; SUCIU, D. Gerenciando dados na Web. Rio de Janeiro: Campus, 2000, 251 p. Tradução de: Mônica Cárdia.

ALVARENGA, L. A teoria do conceito revisitada em conexão com ontologias e metadados no contexto das bibliotecas tradicionais e digitais. Datagramazero – Revista de Ciência da Informação, v.2, n.6, dez/2001. Disponível em: <http://www.dgzero.org/dez01/Art_05.htm>. Acesso em: 29 jan. 2003.

AMARAL, V. Desafios do trabalho em rede. 2002. Disponível em

<http://www.rits.org.br/redes_teste/rd_tmes_dez2002.cfm>. Acesso em: 17 dez. 2002

ARNOLD, P. ; WHITE, P. A era da automação. Rio de Janeiro: Lidador, 1965, 206 p. Tradução de: Hersílio Soares.

BALBY, C. N. Formatos de intercâmbio de registros bibliográficos: conceitos básicos. Cadernos da F.F.C. Marília, v.4, n.1, 1995. p. 29-35.

BAX, M. P. Introdução às linguagens de marcas. Ciência da Informação, Brasília, v. 30, n. 1, p. 32- 38, jan./abr. 2001.

BAX, M. P. XML – Introdução e impactos nas bibliotecas. 2002. Slides. Disponível em: <www.bax.com.br>. Acesso em: 20 nov. 2002.

BERGHEL, H. The cost of having analog executives in a digital world. Communications of the ACM, v. 42, n. 11, p. 1115, 1999.

BROOKSHEAR, J. G. Ciência da Computação: uma visão abrangente. 5. ed. Porto Alegre: Bookman, 2000. 499p.

BRUN, R. E. XML en la descripción de recursos. Sevilha, 2002. Disponível em: <http://www.forpas.us.es/aula/xml/doc/09.XML%20en%20la%20descripci%C3%B3n%20de%20recursos%20MARC.ppt >. Acesso em: 20 nov. 2002.

CAMPELLO, B. S.; MAGALHÃES, M. H. A. Introdução ao controle bibliográfico. Brasília: Brinquet de Lemos/Livros, 1997, 110 p.

CARVALHO, F. Ciência aguarda dilúvio de informação. O Estado de São Paulo, 25 mar.1990, p. 24.

CASTRO, E. XML para a World Wide Web. Rio de Janeiro: Campus, 2001. 269 p. (Visual quickstart guide). Tradução de Hugo de Souza Melo.

CIANCONI, R. B. Banco de dados de acesso público. Ciência da Informação. Brasília, v.16, n.1, p. 53-59, jan./jun. 1987.

CÔRTE, A. R. et al. Automação de bibliotecas e centros de documentação: o processo de avaliação e seleção de softwares. Ciência da Informação. Brasília, v.28, n.3, p. 241-256, set./dez. 1999.

CUNHA, M. B. Base de dados e bibliotecas brasileiras. Brasília: ABDF, 1984, 224 p.

EL-SHERBINI, M. Metadata and the future of cataloging. Library Computing, [S.l.], v.19, n.3/4, p.180-191, 2000.

FERREIRA, A. B. H. Minidicionário da língua portuguesa. 3. edição revista e ampliada. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1993.

FERREIRA, S. M. S. P. Introdução às redes eletrônicas de comunicação. Ciência da Informação, Brasília, v.23, n.2, p. 258-263, maio./ago. 1994.

FIANDER, D. Applying XML to the Bibliographic Description. Cataloging & Classification Quartely, New York, v.33, n.2, p.17-28, 2001.

FOSKETT, D. J. Informática. In: Ciência da informação ou informática? Rio de Janeiro: Calunga, 1980. p.9-51.

FURGERI, S. Utilização de catálogos XML para o desenvolvimento do comércio eletrônico.1999. 92 f. Dissertação (Mestrado em Sistemas de Informação) - Pontifícia Universidade Católica de Campinas, Instituto de Informática, Campinas, 1999.

FURGERI, S. Ensino didático da linguagem XML. São Paulo: Érica, 2001. 278 p.

FURRIE, B. O MARC bibliográfico: um guia introdutório; catalogação legível por computador. Brasília : Thesaurus, 2000. 95 p.Tradução de: Beatriz Valadares Cendón, Sonia Burnier, Maria Helena Santos e Natália Guiné de Mello Carvalho.

GAZAN, R. “The wonder years” of XML. Library Computing, [S.l], v.19, n.1/2, p.13-17, 2000.

GRÁCIO, J. C. A. Metadados para descrição de recursos da Internet: o padrão Dublin Core, aplicações e a questão da interoperabilidade. 2002. 127 f. Dissertação (Mestrado em Ciência da Informação) – Faculdade de Filosofia e Ciências, Universidade Estadual Paulista, Marília, 2002.

GRAMIGNA, M. R. M. Jogos de empresa e técnicas vivenciais. São Paulo: Makron Books, 1995, 216 p.

GROVER, M. L. Proposta para uma política de formação de acervos cooperativos. Cadernos da FFC. Marília, v.4, n.1, p. 1-8, 1995.

GROGAN, D. A prática do serviço de referência. Brasília: Brinquet de Lemos/Livros, 1995, 196 p. Tradução de: Antonio Agenor Brinquet de Lemos.

GUINCHAT, C. ; MENOU, M. Introdução geral às ciências e técnicas da informação e documentação. 2. ed. corr. aum. Por Marie France Blanquet. Brasília: IBICT, 1994. 540 p. Tradução de: Miriam Vieira da Cunha.

HARTUNG, A. P. O cooperativismo : ao alcance de todos. 2. ed. Florianópolis : OCESC, 1996.

HEEMANN, V. Avaliação ergonômica de interfaces de bases de dados por meio de Checklist especializado. 1997. Dissertação (Mestrado em Engenharia da Produção) – Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 1997. Disponível em:

<http://www.eps.ufsc.br/disserta97/heemann/>. Acesso em: 25 Set. 2003.

IOANNIDES, D. XML schema languages : beyond DTD. Library Hi Tech, [S. l.], v,18, n.1, p.9-14, 2000.

ISO - INTERNATIONAL ORGANIZATION STANDARDIZATION. 2002.Disponível em: <http://www.iso.ch/iso/en/aboutiso/introduction/whatisISO.html >. Acesso em: 15 abr. 2003.

JANTZ, R. C. Innovaciones tecnológicas en la biblioteca: proyectos digitales que ofrecen nuevas oportunidades al bibliotecario y a la biblioteca. Boletin de la Asociación Andaluza de Bibliotecarios, [S. l.], n. 67, p. 61-69, Junio de 2002.

JOHNSON, B. C. XML and MARC: which is “right”?. Cataloging & Classification Quartely, New York, v. 32, n.1, p. 81-89, 2001.

KHURSHID, Z. From MARC to MARC21 and beyond: some reflections on MARC and the Arabic language. Library Hi tech, [S. l.], v.20, n.3, p.370-377, 2002.

LAM, K. XML and global name access control. OCLC Systems & Services, [S. l.], v.18, n.2, p. 88-96, 2002.

LANCASTER, F.W. Indexação e resumos: teoria e prática. Brasília: Briquet de Lemos, 1991. 347 p.

LEHNUS, D. J. Catalogação descritiva. Brasília: VIPA, 1971, 116 p. (Visão da informática pura e aplicada, v.2). Tradução, adaptação e ampliação de Abner Lellis Corrêa Vicentini.

LEITÃO, S. P; ROSSI, L. P. Natureza da mudança nas organizações: uma introdução crítica. Revista Arché Interdisciplinar, v.10, n.28, p.13-38, 2000.

LIBERTY, J. ; KRALEY, M. Aprendendo a desenvolver documentos XML para a Web. São Paulo: Makron Books, 2001.274 p. Tradução de: Flávia Cruz.

MARCONDES, C. H. Representação e economia da informação. Ciência da Informação, Brasília, v. 30, n. 1, p. 61-70, jan./ abr. 2001.

MARTÍNEZ GONZÁLEZ, M. M. Extended Markup Language (XML) : Una solución para modelar documentos y sus interrelaciones basada en la semántica de la información. Scire: Representación y Organización del Conocimiento, Zaragoza, v.6, n.2, p.121-151, jul./dic. 2000.

MERCADANTE, L. Integração a redes de catalogação cooperativa: UNICAMP x BIBLIODATA/CALCO. Cadernos da F.F.C. Marília, v.4, n.1, 1995. p. 24-28.

MEY, E. S. A. Introdução à catalogação. Brasília: Brinquet de Lemos/Livros, 1995, 123 p.

MILSTEAD, J. ; FELDMAN, S. Metadata: Cataloging by Any Other Name. Online, Jan. 1999. Disponível em: <http://www.onlineinc.com/online/OL1999/milstead1.html>. Acesso em: 10 set. 2002.

MUELLER, S. P. M. A ciência, o sistema de comunicação científica e a literatura científica. In: CAMPELLO, Bernadete Santos; CENDÓN, Beatriz Valadares; KREMER, Jeannette Marguerite (Org.).Fontes de Informação para Pesquisadores e Profissionais. Belo Horizonte, Ed. UFMG, 2000, p. 21 – 34.

NISO - NATIONAL INFORMATION STANDARDS ORGANIZATION. ANSI/NISO Z39.2-1994: information interchange format. United States of America, 1994. 6 p. Disponível em: <http://www.niso.org/standards/resources/Z39.2.PDF>. Acesso em: 15 abr. 2003.

NEEDLEMAN, M. et al. The NISO circulation interchange protocol (NCIP) – an XML based Standard. Library Hi Tech, [S. l.], v.19, n.3, p. 223-230, 2001.

NORONHA, D. P. ; FERREIRA, S. M. S. P. Revisões de Literatura. In: CAMPELLO, Bernadete Santos; CENDÓN, Beatriz Valadares; KREMER, Jeannette Marguerite (Org.).Fontes de Informação para Pesquisadores e Profissionais. Belo Horizonte, Ed. UFMG, 2000, p.191 – 198.

ORTIZ-REPISO JIMÉNEZ, V. Qué enseñamos después Del MARC?. Organización del Conocimiento en Sistemas de Información y Documentación. Zaragoza, v.3, p. 217-225, 1999. Actas del III Encuentro de ISKO-España Getafe, 19 al 21 de noviembre de 1997.

QIN, J. Representation and Organization of Information in the Web Space: From MARC to XML. Informing Science, [S. l.], v.3, n.2, p. 83-87, 2000.

RAMALHO, J. A. XML teoria e prática. São Paulo: Berkeley Brasil, 2002, 146 p.

RAY, E. T. Aprendendo XML. Rio de Janeiro: Campus, 2001. 372 p. Tradução de: Daniel Vieira.

RHYNO, A. XML and relational databases : Uses and opportunities for libraries. OCLC Systems & Services, [S. l.], v. 18, n.2, p.97-103, 2002.

ROSSETO, M. Uso do protocolo Z39.50 para recuperação de informação em redes eletrônicas, 1997. Disponível em:<http://www.internic.net/z3950/z3950.html>. Acesso em 10 abr. 2002.

ROWLEY, J. Informática para bibliotecas. Brasília: Brinquet de Lemos/Livros, 1994, 307 p. Tradução de: Antonio Agenor Brinquet de Lemos.

ROWLEY, J. A biblioteca eletrônica. 2. edição de informática para bibliotecas. Brasília: Brinquet de Lemos/Livros, 2002, 399 p.

SAMBAQUY, L.Q. Catalogação Cooperativa e Catalogação Centralizada. Revista do Serviço Público. ago., 1951. p. 36-39.

SANTOS, P. L. V. A. C. Comunicação. Marília, Unesp, 2002. 10f. Notas de aula.

SHAPIRO, C. ; VARIAN, H. R. A economia da informação: como os princípios econômicos se aplicam a era da Internet. 5ª edição, Rio de Janeiro: Campus, 1999. Tradução de: Information rules por Ricardo Inofosa. 397 p.

SILVA, A. F. G. Marketing em unidades de informação: revisão crítica. Revista de Biblioteconomia de Brasília, v. 23/24, n.1, p 5-24, especial 1999/2000.

SOUZA, M. I. F. ; VENDRUSCULO, L. G. ; MELO, G. C. Metadados para a descrição de recursos de informação eletrônica : utilização do padrão Dublin Core.

Ciência da Informação, Brasília, v. 29, n.1, p. 93-102, jan./ abr. 2000.

SOUZA, T. B. Catalogação Cooperativa na Rede Bibliodata/CALCO: a repetitividade de registros bibliográficos no catálogo coletivo. In: SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE BIBLIOTECONOMIA “DR. PAULO TARCÍSIO MAYRINK”, 3., 1999, Marília. Anais... Marilia: UNESP, 1999, p. 247-258.

SOUZA, T. B. ; CATARINO, M. E. ; SANTOS, P. C. Metadados: catalogando dados na Internet. Transinformação, v.9, n.2, mai/ago, 1997.

STEELE, L. Managers’ misconceptions about technology. Harvard Business Review, p. 133-141, Nov./Dez., 1983.

STEWART, M. MARC harmonization updade: part I. background to MARC21. In: CLA’99, 1999, Toronto. Disponível em: <http://www.fis.utoronto.ca/people/affiliated/tsig/stewart.html>. Acesso em: 18 dez. 2001.

TARAPANOFF, K. Cenários para o planejamento estratégico de unidades de informação voltados para a qualidade. Documento datilografado. 1996.

TENNANT, R. MARC Must Die. Library Journal, 2002a. Disponível em :

<http://libraryjournal.reviewsnews.com/index.asp?layout=article&articleid=CA250046&display=Digital+LibrariesNews&industry=Digital+Libraries&industryid=3760&verticalid=151>. Acesso em: 20 set. 2002

TENNANT, R. MARC Exit Strategies. Library Journal, 2002b. Disponível em:

<http://libraryjournal.reviewsnews.com/index.asp?layout=article&articleid=CA256611&display=Digital+LibrariesNews&industry=Digital+Libraries&industryid=3760&verticalid=151>. Acesso em: 20 set. 2002.

W3C WORLD WIDE WEB CONSORTIUM. 1994 – 2002. Disponível em: <http://www.w3c.org/consortium> 20 de maio 2002.

ZAIRI, M. Managing usersupplied interactions: management of R&D activity. Management Decision, v.30, n. 8, p. 49-57, 1992.

ZOCCO, L. P. Estudo comparado dos Formatos de Intercâmbios bibliográficos e catalográficos. Marília: UNESP, 1993.


Actions (login required)

View Item View Item