A estrutura do texto e a transferência da informação

Barreto, Aldo A estrutura do texto e a transferência da informação. DataGramaZero, 2005, vol. 6, n. 3. [Journal article (On-line/Unpaginated)]

[img] Text
DataGramaZero - Revista de Ciência da Informação - Artigo 01-2005.pdf

Download (277Kb)

English abstract

The text is examined as an information structure. The information structure is said to be any registration of information in a physical base that has accepted it. The structure of information then is thought as being a set of elements that form one all commanded with logical principles. In this in case we work estimating that a structure of information, an information text, possesses language characteristics that admit morphologic elements. The text is the set of words that the writing has fixed. The examination of the text leads to its participation in the formation of the knowledge. The information transfer is qualified and is differentiated of the communication.

Portuguese abstract

O texto é examinado como uma estrutura de informação. A estrutura de informação é considerada como: qualquer inscrição de informação em uma base física que a aceite; a estrutura é então pensada como sendo um conjunto de elementos que formam um todo ordenado e com princípios lógicos. Neste caso, trabalhamos com o pressuposto de que, uma estrutura de informação textual, um texto de informação, possui características de linguagem que admitem condições morfológicas, onde partes podem representar o todo. O texto é conjunto de expressões, que a escrita fixou. O exame do texto leva a sua participação na formação do conhecimento. A transferência da informação está qualificada e diferenciada da comunicação. A ciência da informação transfere informação para o receptor.

Item type: Journal article (On-line/Unpaginated)
Keywords: Texto; Linguagem; Conhecimento; Transferência; Organização e reformatação da informação; Text; Language; Knowledge; Information transfer; Organization and repacking information
Subjects: I. Information treatment for information services > ID. Knowledge representation.
Depositing user: Miguel Angel Márdero Arellano
Date deposited: 24 Sep 2012
Last modified: 02 Oct 2014 12:23
URI: http://hdl.handle.net/10760/17638

References

"SEEK" links will first look for possible matches inside E-LIS and query Google Scholar if no results are found.

ARENDT, H. A vida do espírito – o pensar, o querer, o julgar. Rio de Janeiro, Relume-Dumará, 1989.

ARENDT, H. A Condição humana. Rio de Janeiro,Forense Universitária, 1989.

BAGDIKIAN, B.H. O Monopólio da Mídia. São Paulo, Scritta, 1994.

BARRETO, A. de A. A informação e o cotidiano urbano. (Relatório apresentado ao CNPq). Ibict/ECO, 1991.

__________. A informação e a transferência de tecnologia. Brasília, Senai/Ibict, 1992.

__________ . A transferência de informação, o desenvolvimento tecnológico e a produção de conhecimento. (Relatório apresentado ao CNPq). Ibict/ECO, 1993.

__________. "A questão da informação". São Paulo em Perspectiva. São Paulo, Fundação Seade, v.8, n.4, out.-dez., 1994, p.3-8.

BARTHES, R. "A morte do autor". O rumor da língua. Lisboa, Edições 70, 1987.

BLOOR, D. "A poppers mystification of objective knowledge". Science Studies, v.4, 1974, p.65-76.

BOULDING, K. Knowledge and life in the society. EUA, University of Michigan Press, 1960.

BOURDIEU, P. O poder simbólico. Rio de Janeiro, Bertrand, 1989.

BUTCHER, H.J. A inteligência humana. São Paulo, Perspectiva, 1968.

Calvino I. Seis propostas para o próximo milênio, São Paulo, Cia. da Letras, 1990

CASSIRER, E., The Philosophy of Symbolic Forms, Volume 2, Yale University Press, London, , 1972.

FARRADANE, J. "Relational indexing and classification in the light of recent experimental work in psychology". Information Storage and Retrieval, v.1, 1963, p.3-11.

__________. "The nature of information". Journal of Information Science, v.1, n.3, 1979.

__________. "Knowledge, information and information science". Journal of Information Science, v.2, n.2, 1980.

GUILFORD, J.P. "Three faces of intellect". American Psychologist, v.14, n.8, 1959.

HABERMAS, J. Conhecimento e interesse. Rio de Janeiro, Guanabara, 1987.

__________. Ciência e técnica como ideologia. Lisboa, Edições 70, 1987.

HEIDEGGER, M. Discurso sobre o Humanismo. Rio de Janeiro, Tempo Brasileiro, 1962.

JAKOBSON, R. Lingüística e comunicação. São Paulo, Cultrix, 1993 (Coletânea de trechos selecionados de Roman Jakobson).

LEVY, P. A máquina universo. Porto Alegre, Atmed, 1998.

LUNINN, L.F. (ed.). "Perspectives in knowledge utilization". Jasis (Special Issue), v.44, n.4, 1993.

LEYDESDOFF, L – The Challanges of Scientometrics : The Development,, measurement and self-organization of scientific communications, second edition, 2001, uPublish.Com., Holland, 2001

MANNHEIN, K. "Conhecimento e sociedade". In: FERNANDES, F. (org.) Sociologia.

São Paulo, Ática, 1982.

MARSHALL MCLUHAN, "The Playboy Interview:, Playboy Magazine,(March 1969)

MORIN, E. O Conhecimento do conhecimento,. Lisboa, Europa America, 1986.

RICOEUR, P. Teoria da interpretação. Lisboa, Edições 70, 1976.

SHANNON, C.,The significance of Shannon's Work

<http://cm.bell-labs.com/cm/ms/what/shannonday/work.html>

SHANNON, E.C., WEAVER, W.: The Mathematical Theory of Communication. Urbana: Univ. of Illinois Press, 1949 (reprint 1972).

SIMON, H. "Literary criticism: a cognitive approach". Stanford Humanities Review, v.4, n.1, 1995.

WITTGENSTEIN, L. Zettel. Liboa, Edições 70, 1981


Actions (login required)

View Item View Item