Valor e sentido do código de ética do CFB (Conselho Federal de Biblioteconomia) [CE-CFB] para o bibliotecário brasileiro atuante em biblioteca universitária

Souza, Francisco C. Valor e sentido do código de ética do CFB (Conselho Federal de Biblioteconomia) [CE-CFB] para o bibliotecário brasileiro atuante em biblioteca universitária., 2013 (Unpublished) [Report]

[img]
Preview
Text
relatorio cientifico FINAL.pdf
Available under License Creative Commons Attribution.

Download (1MB) | Preview
[img]
Preview
Text
relatorio cientifico FINAL.pdf

Download (1MB) | Preview

English abstract

Final report of research conducted in 2012, as part of post-doctoral work in Information Science, developed at Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho [UNESP] - Campus Marília - PPGCI. This work analyzes the ethical values expressed in public communication systems of ten Brazilians University Library Systems, ranked in the RUF (University Ranking of Folha) , in 2012, as the best in the country for the development of scientific research. It was observed that in most of these Systems there is a precarious valuation of the Code of Professional Ethics of the CFB, which is the instrument to establish the rules of librarian´s professional conduct in the country. Thus, in this environment, it seems that librarians attach little value to this Code and, therefore, it seems they extract little sense in the orientation of their professional actions.

Portuguese abstract

Relatório final de pesquisa realizada em 2012, como parte de atividade de pós-doutoramento em Ciência da Informação, desenvolvida na Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho [UNESP] - Campus de Marília - PPGCI. São analisados os valores éticos manifestados na comunicação pública de dez Sistemas Bibliotecários Universitários brasileiros, ranqueados no RUF (Ranking Universitário Folha), em 2012, como os melhores do país quanto ao desenvolvimento da pesquisa científica. Constatou-se que na maioria desses Sistemas há uma precária valoração do Código de Ética profissional do CFB, que é o instrumento destinado a estabelecer as normas de conduta profissional do bibliotecário no país. Assim, nesse ambiente, parece que os bibliotecários atribuem pouco valor a esse Código e, portanto, dele, parece extraírem pouco sentido na orientação de suas ações profissionais.

Item type: Report
Keywords: Brazilian university librarians; brazilian professional librarian Ethics;
Subjects: D. Libraries as physical collections. > DD. Academic libraries.
F. Management. > FE. Personnel management.
Depositing user: Dr. Francisco das C. de Souza
Date deposited: 21 Mar 2013 15:03
Last modified: 02 Oct 2014 12:25
URI: http://hdl.handle.net/10760/18817

References

"SEEK" links will first look for possible matches inside E-LIS and query Google Scholar if no results are found.

ALA – American Library Association. History of the ALA Code of Ethics. Ver em:

http://www.ala.org/advocacy/proethics/history. Acesso em: 15-12-2012.

ALMEIDA, F. J. R. de. Ética e Desempenho Social das organizações: um modelo teórico de análise dos fatores culturais e contextuais. R. Administração Contemporânea, v. 11, n. 3, p. 105-125, jul./set. 2007.

ALMEIDA, L.; TAVARES, P. Valores de vida em estudantes universitários de cursos tecnológicos e de humanidades. Avaliação Psicológica, v. 8, n. 2, p. 153-168, 2009

ANGELUCCI, L. et al. Jerarquía de valores en estudiantes universitarios. Argos, v. 25, n. 48, p. 6-21, 2008.

ANTONACCI, M. A. M. A vitória da razão (?): o IDORT e a sociedade paulista. São Paulo: Marco Zero; Brasília: CNPq, 1993. 285 p.

ARAGÃO, E. M. A FEBAB e o movimento associativo. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE BIBLIOTECONOMIA E DOCUMENTAÇÃO, 9.; JORNADA SUL-RIO-GRANDENSE DE BIBLIOTECONOMIA E DOCUMENTAÇÃO, 5. Anais.

Porto Alegre: ARB, 1977. V. 2, p. 117-126.

ARISTÓTELES (383-322 a. C.). Ética a Nicômaco. In: ARISTÓTELES. Vida e obra. Trad. e notas de Pinharanda Gomes. São Paulo: Círculo do Livro, 1996. P. 117-320.

AZEVÊDO, E. A. O mundo da vida e a ação, em Alfred Schütz. Problemata : Rev. Int. de Filosofia, v. 2., n. 1, p. 54-74, 2011.

BARKOW, J. H. Regras de conduta e conduta da evolução. In: CHANGEUX, JeanPierre (dir.)Fundamentos naturais da ética. Trad. Vasco Casimiro. Lisboa: Instituto Piaget, © 1993. p. 83-98.

BENITEZ ZAVALA, A. La educación en valores em el ambito de la educación superior. R. Iberoamericana sobre calidad, Eficacia y Cambio en Educación, v.7, n.2, p. 117-129.

BERGER, P. L; LUCKMANN, T. A construção social da realidade. 27. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2007.

BERGER, P. L.; LUCKMANN, T. Modernidade, pluralismo e crise de sentido. Trad. Edgar Orth. Petrópolis: Vozes, 2004. 94 p.

BILSKY, W. A estrutura de valores: sua estabilidade para além de instrumentos, teorias, idade e culturas. Revista de Administração Mackenzie, v. 10, n. 3, p. 12-33, maio/jun. 2009.

BISCALCHIN, A. C. S; ALMEIDA, M. A. Apropriações sociais da tecnologia: ética e netiqueta no universo da infocomunicação. InCID: Revista de Ciência da Informação e Documentação, Ribeirão Preto, v. 2, n. 1, p. 193-207, jan./jun. 2011. Ver em: http://revistas.ffclrp.usp.br/incid/article/view/60. Acesso em: 15-08-2012.

BOTTENTUIT, A. M.; OLIVEIRA, M. O. E.; FERREIRA, M. Abordagens da ética nos cursos de Biblioteconomia e campos afins das Instituições de Ensino Superior brasileiras. In: GOMES, H. F.;

BOTTENTUIT, A. M.; OLIVEIRA, M. O. E. (Org.). Ética na sociedade, na área da informação e da atuação profissional. Brasília: Conselho Federal de Biblioteconomia, 2009. p. 162-187.

BRECHT, B. A vida de Galileu. In: BRECHT, B. Teatro completo, em 12 volumes. Rio de janeiro: Paz e Terra, 1991. v. 6, p. 51 - 170.

BRUNO, I. Por que o preço das universidades dispara em todo o mundo? Le Monde diplomatique Brasil, v. 6, n. 62, p. 31-32, set. 2012.

BUNGE, C. A. Ethics and the reference librarian. In: LANCASTER, F. W. (ed.) Ethics and the Librarian. Urbana-Champaign, Illinois: University of Illinois, Graduate School of Library and Information Science, 1991. p. 45-62.179

CABRERA, J. O imenso sentido do que não tem nenhum valor. Philósophos, v. 11, n. 2, p. 331-365, ago./dez. 2006.

CABRERA, J. Sentido da vida e valor da vida: uma diferença crucial. Philósophos, v. 9, n. 1, p. 7-28, jan./jun. 2004.

CARDOSO, I. de A. R. A universidade da comunhão paulista; o projeto de criação da Universidade de São Paulo. São Paulo: Cortez; Autores Associados, 1982.187 p.

CASSIRER, E. Ensaio sobre o homem; introdução a uma filosofia da cultura humana. Trad. Tomás Rosa Bueno. São Paulo: Martins Fontes, 2005. 391 p.

CASTRO, C. História da biblioteconomia brasileira. Brasília: Thesaurus, 2000. p. 178.

CHRISTIANS, C. G. Information Ethics in a Complicated Age. In: LANCASTER, F. W. (ed.) Ethics and the Librarian. Urbana-Champaign, Illinois: University of Illinois, Graduate School of Library and Information Science, 1991. p. 3-17.

CICERO (106-43 a.C.). Dos deveres. Trad. de Alex Marins. São Paulo: Martin Claret, 2002. 151 p.

CRAWFORD, H. In Search of an Ethic of Medical Librarianship. Bull. Med. Libr. Assoc., v. 66, n. 3, p. 331-337, July 1978.

CUARTAS, E. G. D.; VEIRA, M. L. de M.; COSTA, C. G. Código de Ética Profissional do Bibliotecário: 15 anos depois. Biblos, Rio Grande, v. 15, p. 195-209, 2003. Ver em: http://repositorio.cfb.org.br/bitstream/123456789/370/1/ Artigo_C%

C3%B3digo%20de%20%C3%89tica%20Profissional%20do%20Bibliotec%C3%A1rio

%2015%20anos%20depois.pdf. Acesso: 24-09-2012.

CUPANI, A. Filosofia da tecnologia: um convite. Florianópolis: Ed. Da UFSC, 2011.

234 p.

DE DEUS, C. C. R. D. Evolução das Bibliotecas Universitárias e suas Relações com as Políticas Educacionais no Brasil. In: Congresso Brasileiro de Biblioteconomia,Documentação e Ciência da Informação, 24. Anais. Maceió, 07-10 ago. 2011.

DURKHEIM, É. Lições de sociologia. Trad. de Mônica Stahel. São Paulo: Martins Fontes, 2002. 304 p.

ELIAS, N. Os alemães; a luta pelo poder e a evolução do habitus nos séculos XIX e XX. Trad. Alvaro Cabral. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1997. 431 p.

ELIAS, N. Envolvimento e alienação. Trad. de Álvaro de Sá. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1998. 351 p.

ELIAS, N. Introdução à sociologia. Trad. de Maria Luísa Ribeiro Ferreira. Lisboa: Ed. 70, 2008. 204 p.

ELIAS, N. A sociedade dos indivíduos. Trad. Vera Ribeiro. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1994. 201 p.

ELIAS, N.; SCOTSON, J. L. Os estabelecidos e os Outsiders;sociologia das relações de poder a partir de uma pequena comunidade. Rio de Janeiro: Zahar, 2000.

FAORO, Raymundo Faoro. Os donos do poder: formação do patronato político brasileiro. 3. ed. rev. São Paulo: Globo, 2001.

FEREZ, O. C.; CHAUI, M. de S. Vida e obra. In: FRIEDRICH Nietzsche; obras incompletas. Seleção de textos de Gérard Lebrun; tradução e notas de Rubens Rodrigues Torres Filho e Posfácio de Antonio Cândido. São Paulo: Nova Cultural, 1996.

FERREIRA, C. N. C. et alii. 1954-1979; jubileu dos congressos de biblioteconomia e documentação; temários, autores, trabalhos apresentados, recomendações. Curitiba: 1979. 1 v.

FERREIRA, J. João Goulart; uma biografia. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2011. 713 p. 180.

FERREIRA, N. M. Ethical considerations for collection developers: a South African Perspective. [Collection Developer for Law University of South Africa Library Service]. September 2008.

http://www.google.com.br/url?sa=t&rct=j&q=&esrc=s&source=web&cd=19&cad=rja&

ved=0CGkQFjAIOAo&url=http%3A%2F%2Fuir.unisa.ac.za%2Fbitstream%2Fhandle

%2F10500%2F206%2FEthics.doc%3Fsequence%3D1&ei=hQVbUJ70B5Oa8wTusICo

Bw&usg=AFQjCNEj9wLoijCsfQ0aJDAB6szmcVQa6A&sig2=_KGJTPTPeXNAql8LJ

I4QVA

FIGUEIREDO, M. Pós-fenomenologia e Ciência da Informação: aportes epistêmicos para acesso ao conhecimento. InCID: Revista de Ciência da Informação e Documentação, Ribeirão Preto, v. 3, n. 1, p. 21-35, jan./jun. 2012. Ver em: http://revistas.ffclrp.usp.br/incid/article/view/85. Acesso em: 15-08-2012.

FLEISCHMANN, K. R.; ROBBINS, R. W.; WALLACE, W. A. Designing educational cases for intercultural information ethics: the importance of diversity, perspectives, values, and pluralism. Journal of education for library & information science, v. 50, n. 1, 2009.

FLORIDI, L. Biblioteconomia e Ciência da Informação (BCI) como filosofia da informação aplicada: uma reavaliação. InCID: Revista de Ciência da Informação e Documentação, Ribeirão Preto, v. 1, n. 2, p. 37-47, jul./dez. 2010. Ver em: http://revistas.ffclrp.usp.br/incid/article/view/31. Acesso em: 15-08-2012.

FLORIDI, L. Philosophical Conceptions of Information. Lecture Notes in Computer Science, n. 5363, p. 13-53, 2009. Ver em: http://www. philosophyofinformation.net/publications/pdf/sipiat.pdf. Acesso em: 15-08-2012.

FLORIDI, L. La filosofia dell'informazione e i suoi problemi. Iride, v. 18, n. 45, p. 291-312, 2005. Ver em: http://www.philosophyofinformation.net/publications/pdf/lfdieisp.pdf. Acesso em: 15-08-2012.

FLORIDI, L. The Philosophy of Information as a Conceptual Framework. Preprint from http://www.philosophyofinformation.net. Ver em: http://www. philosophyofinformation.net/publications/pdf/tpoiaacf.pdf. Acesso em: 15-08-2012.

FLORIDI, L. Network Ethics: Information and Business Ethics in a Networked Society. Preprint from http://www.philosophyofinformation.net. Ver em:

http://www.philosophyofinformation.net/publications/pdf/neiabeians.pdf. Acesso em: 15-08-2012.

FLUSSER, V. A dúvida. São Paulo: Annablume, 2011(a).122 p.

FLUSSER, V. A escrita; há futuro para a escrita? Trad. do alemão: Murilo Jordelino da Costa. São Paulo: Annablume, 2010. 178 p.

FLUSSER, V. Filosofia da caixa preta; ensaios para uma futura filosofia da fotografia. São Paulo: Annablume, 2011(b). 108 p.

FLUSSER, V. Nosso programa. In: FLUSSER, V. Pós-história; vinte instantâneos e um modo de usar. São Paulo: Duas cidades, 1983(a). p. 25-31.

FLUSSER, V. Nosso saber. In: FLUSSER, V. Pós-história; vinte instantâneos e um modo de usar. São Paulo: Duas cidades, 1983(b). p. 41-48.

FLUSSER, V. Nossa comunicação. In: FLUSSER, V. Pós-história; vinte instantâneos e um modo de usar. São Paulo: Duas cidades, 1983(c). p. 57-63.

FLUSSER, V. Nosso encolhimento. In: FLUSSER, V. Pós-história; vinte instantâneos e um modo de usar. São Paulo: Duas cidades, 1983(d). p. 81-88.

FLUSSER, V. Nosso relacionamento. In: FLUSSER, V. Pós-história; vinte instantâneos e um modo de usar. São Paulo: Duas cidades, 1983(e). p. 153-160.

FLUSSER, V. Retorno. In: FLUSSER, V. Pós-história; vinte instantâneos e um modo de usar. São Paulo: Duas cidades, 1983(f). p. 161-168.181

FLUSSER, V. Nosso trabalho. In: FLUSSER, V. Pós-história; vinte instantâneos e um modo de usar. São Paulo: Duas cidades, 1983(g). p. 33-39.

FRANCELIN, M. M.; PELLEGATTI, C. Filosofia da Informação: reflexos e reflexões. Transinformação, v.16, n.2, p.123-132, maio/ago. 2004. Ver em: http://revistas.puccampinas.edu.br/transinfo/ include/getdoc.php? id=198&article= 64&mode=pdf. Acesso em: 15-08-2012.

FREUD, S. (1856-1939). O mal-estar na cultura. Trad. Renato Zwick. Porto Alegre: L&PM, 2011. 191 p.

FROHMANN, B. Subjectivity and Information Ethics. Journal of the American Society for Information Science and Technology, v. 59, n. 2, p. 267–277, 2008.

FURNER, J. A brilliant mind: Margaret Egan and social epistemology. Library Trends, v. 52, 4, p. 792-809, 2004. Ver em: http://polaris.gseis.ucla. edu/jfurner/papers/furner-

04librarytrends-b.pdf. Acesso em: 15-08-2012.

GOEHNER, D. Ethical aspects of the librarian/vendor Relationship. In: LANCASTER, F. W. (ed.) Ethics and the Librarian. Urbana-Champaign, Illinois: University of Illinois, Graduate School of Library and Information Science, 1991. p. 73-82

GOERGEN, P. Educação e valores no mundo contemporâneo. Educ. Soc., Campinas, v. 26, n. 92, p. 983-1011, Especial - Out. 2005.

GOMES, H. F.; BOTTENTUIT, A. M.; OLIVEIRA, M. O. E. (Org.). Ética na sociedade, na área da informação e da atuação profissional. Brasília: Conselho Federal de Biblioteconomia, 2009.

GOUVEIA, V. V. A natureza motivacional dos valores humanos: evidências acerca de uma nova tipologia. Estudos de Psicologia, v. 8, n. 3, p. 431-443, 2003.

GUIMARÃES, J. A. C. Aspectos éticos em organização e representação do conhecimento (ORC): uma reflexão preliminar. In: GONZÁLEZ DE GOMEZ; M. N.; DILL ORRICO, E. G. Políticas de memória e informação: reflexos na organização do conhecimento. Natal: Ed. UFRN, 2006. p. 237-266.

GUIMARÃES, J. A. C.; FERNANDEZ-MOLINA, J. C. Aspectos éticos no tratamento temático da informação: uma análise de valores e problemas a partir da realidade profissional e educativa nos países do MERCOSUL. In: ENCUENTRO DE LA ASOCIACIÓN DE EDUCADORES E INVESTIGADORES DE

BIBLIOTECOLOGIA, ARCHIVOLOGIA, CIÊNCIAS DE LA INFORMACIÓN Y DOCUMENTACIÓN DE IBEROAMÉRICA Y EL CARIBE. (8: 2008: México, D.F.). Memoria del ... México: UNAM, Centro Universitario de Investigaciones Bibliotecológicas, 2011. p. 161-173.

GUIMARÃES, J. A. C. et alii. Ethics in the knowledge organization environment; na overview of values and problems in the LIS literature. In: ARSENAULT, C.; TENNIS, J. T. (ed.). Proceedings of the Tenth International ISKO Conference, 5-8 August 2008, Montréal, Canada. S.l., Ergon Verlag, 2008. p. 361-366. (Advances in Knowledge Organization, v. 11).

HABERMAS, J. Comentários á ética do discurso. Trad. Gilda Lopes Encarnação. Lisboa: Instituto Piaget, © 1991. 221 p.

HABERMAS, J. A lógica das ciências sociais. Trad. Marco Antonio Casanova. Petrópolis: Vozes, 2009. 335 p.

HAUPTMAN, R. Five assaults on our integrity. In: LANCASTER, F. W. (ed.) Ethics and the Librarian. Urbana-Champaign, Illinois: University of Illinois, Graduate School of Library and Information Science, 1991. p. 83-92.

HEIM, K. M. Human resources management: ethics in personnel. In: LANCASTER, F. W. (ed.) Ethics and the Librarian. Urbana-Champaign, Illinois: University of Illinois, Graduate School of Library and Information Science, 1991. p. 101-114.182.

HERF, J. O modernismo reacionário: tecnologia, cultura e política em Weimar e no Terceiro Reich. São Paulo: Ensaio; Campinas: Ed. UNICAMP, 1993. 283 p.

HIRSCH, A. Construcción de un estado del conocimiento sobre valores profesionales en México. Revista Electrónica de Investigación Educativa, v. 8, n. 2, 2006. Ver em: http://redie.uabc.mx/vol8no2/contenido-hirsch2.html. Acesso em: 15-08-2012.

HOBBES, Th. (1588-1679). Do cidadão. Trad. de Fransmar Costa Lima. São Paulo: Martin Claret, 2009. 288 p.

HOBBES, Th. (1588-1679). Leviatã; ou matéria, formas e poder de um estado eclesiástico e civil. Trad. de Rosina D’Angina. São Paulo: Martin Claret, 2009. 485 p.

HUME, D. (1711-1776). Investigação acerca do entendimento humano. Trad. Anoar Aiex. São Paulo: Nova Cultural, 1996.

HURYCH, J.M.; GLENN, A.C. Ethics in Health Sciences Librarianship. Bull. Med. Libr. Assoc., v. 75, n. 4, p. 342-348, Oct. 1987.

ILHARCO, F. Filosofia da informação: uma introdução à informação como fundação da acção, da comunicação e da decisão. Lisboa: Universidade Católica Editora, 2003. (Campus do saber, v. 4). 207 p.

ILHARCO, F. Filosofia da Informação: alguns problemas fundadores. In: SOPCOM, 3, 2004. Anais..., v. 2, 2004. Ver em: http://www.bocc.ubi.pt/pag/ilharco-fernandofilosofia-informacao-alguns-problemas-fundadores.pdf. Acesso em: 15-08-2012.

JAMES, W. (1842-1910). Pragmatismo. Trad. Jorge Caetano da Silva. São Paulo: Martin Claret, 2006. 175 p.

JAPIASSU, H.; MARCONDES, D. Dicionário básico de filosofia. 2. ed. rev. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1993.

KANT, I. (1724-1808). Antropologia de um ponto de vista pragmático. Trad. Clélia Aparecida Martins. São Paulo: Iluminuras, 2006. 251 p.

KAUFMANN, J-C. A invenção de si; uma teoria da identidade. Trad. Joana Chaves. Lisboa: Instituto Piaget, 2005. 306 p.

LETICHEVSKY, S. S. ¿Qué son los valores?. Recordando el libro de Risieri Frondizi, publicado por Fondo de Cultura Económica en 1958. El Catoblepas: revista crítica del presente, n. 108, feb. 2011. Ver em: http://www.nodulo.org /ec/2011/ n108p14.htm. 04-11-2012.

LIMEIRA, M. I. C. de A. Alinhamento de valores pessoais e organizacionais: Um estudo de caso em empresa de médio porte. Niterói, 2004. Dissertação (Mestrado em Sistema de Gestão) - Universidade Federal Fluminense. 171 f.

LINHA do tempo - 70 anos de Biblioteconomia na FESPSP. Ver em: http://www.slideshare.net/monitorfabci/linha-do-tempo-descritiva-folder-web-4559098. Acesso: 20-09-2012.

LLANO, A.; LLANO, C. Dilemas éticos de las empresas actuales. BuenasTareas.com. 31 mar. 2011. Ver em: http://www.buenastareas.com/ensayos/Dilemas-Eticos-De-LasEmpresas/1851910.html. Acesso em: 19-08-2012.

LOCKE, J. (1632-1704). Ensaio acerca do entendimento humano. Trad. Anoar Aiex. São Paulo: Nova Cultural, 1997. 316 p.

MALINOWSKA, B. K. Valores profesionales: valores de los docentes y valor de La docência. Reencuentro, n. 49, ago. 2007. p. 51-58.

MCCOY, M. Platão e a retórica de filósofos e sofistas. Trad. Lívia Oushiro. São Paulo: Madras, 2010. 232 p.

McGUIGAN, G. S. Crisis of professionalism in public services: Addressing challenges to librarianship from a public administration perspective. Library Review, v. 60, n. 7, p. 560-574, 2011.

MENESES, R. D. B. de; SIMÕES, M. C. A Pessoa e os valores para as solidariedades: 183 significados axiológicos. Eidos : Revista de filosofía de la Universidad del Norte, n. 11, dic. 2009, p. 36-80. Universidad del Norte – Colombia.

MORRISON, S. F. The ethics of access: towards an equal slice of the pie. In: LANCASTER, F. W. (ed.) Ethics and the Librarian. Urbana-Champaign, Illinois: University of Illinois, Graduate School of Library and Information Science, 1991. p. 93-100.

MOSTAFA, S. P. Epistemologia da Biblioteconomia. 1985. 140 f. Tese (Doutorado em Filosofia da Educação) – Pós- Graduação em Filosofia da Educação - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 1985.

NADAI, E. Ideologia do progresso e ensino superior; São Paulo, 1891-1934. São Paulo: Ed. Loyola, 1987. 275 p.

NDWANDWE, S. C. Teaching and learning of Information Ethics in Library and Information Science Departments/Schools in South Africa. Dissertation (Masters Degree in Library and Information Science University of Zululand. Department of Library and Information Science). 2009.

GONZALEZ de GOMEZ, M. N. Questões éticas da informação: aportes de Habermas. In: GONZALEZ de GOMEZ, M. N.; LIMA, C. R. M. de. (Org.). Informação e democracia: a reflexão contemporânea da ética e da política. Brasília: IBICT, 2010. p. 48-67.

NEWFIELD, C. A dívida estudantil nos Estados Unidos. Le Monde diplomatique Brasil, v. 6, n. 62, p. 32-33, set. 2012. NIETZSCHE, F. (1844-1900). Além do bem e do mal. Trad., notas e posfácio de Paulo César de Souza. 11. reimpr. São Paulo: Companhia das Letras, 2005. 246 p

NIETZSCHE, F. (1844-1900). O anticristo. Trad., notas e apres. de Renato Zwick. Porto Alegre: L&PM, 2012. 128 p.

NIETZSCHE, F. (1844-1900). Assim falou Zaratustra. Trad., notas e posfácio de Paulo César de Souza. São Paulo: Companhia das Letras, 2011. 359 p.

NIETZSCHE, F. (1844-1900). A filosofia na era trágica dos gregos. Trad. e apres. de Gabriel Valladão Silva. Porto Alegre: L&PM, 2012. 137 p.

NIETZSCHE, F. (1844-1900). A Gaia ciência. Trad. Maria Helena Rodrigues de Carvalho, Maria Leopoldina de Almeida, Maria Encarnação Casquinho. Lisboa: Relógio D’Água, 1998. 322 p.

NIETZSCHE, F. (1844-1900). Genealogia da moral. Trad., notas e posfácio de Paulo César de Souza. 2. reimpr. São Paulo: Companhia das Letras, 2000. 167 p.

ORTEGA Y GASSET, J. Eu sou eu e minha circunstância. In: ESCÁMEZ SÁNCHEZ, J. Ortega y Gasset. Trad. José Gabriel Perissé Madureira. Recife: Editora Massangana, 2010. p. 111-119.

PÉREZ BERNAL, Á. Filosofía y educación: ¿para qué hablar hoy de valores? Entrevista a Victoria Camps. Contribuciones desde Coatepec, n. 19, p. 113-127, jul.-dec. 2010.

PIZARRO, D. C. Ética profissional do bibliotecário atuante no segmento empresarial em Santa Catarina. Florianopolis, 2010. 261 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Educação. Programa de PósGraduação em Ciência da Informação. Ver em: http://www.cin.ufsc.br/pgcin/Pizarro_Daniela%20Camara.pdf. Acesso em: 15-12-2012.

PORTO, J. B.; TAMAYO, Á. Escala de Valores Relativos ao Trabalho – EVT. Psicologia: Teoria e Pesquisa, v. 19, n. 2, p. 145-152, mai/ago 2003.

PORTUGAL. Direcção-Geral do Livro e das Bibliotecas. Portal da RCBP: Páginas - Mapa [Online]. Ver em: http://rcbp.dglb.pt/pt/servico/paginas/mapa.aspx. Acesso em: 16-08-2012. 184.

PORTUGAL. Rede de Bibliotecas Escolares; modelo de avaliação da biblioteca escolar. Lisboa: Ministério da Educação, 2011. Ver em: http://www.rbe.minedu.pt/np4/file/83/mabe.pdf. Acesso em: 16-08-2012.

RACHELS, J. Elementos de filosofia moral. 2. ed. Trad. F. J. Azevedo Gonçalves. Lisboa: Gradiva, 2012. 315 p.

RANKING UNIVERSITÁRIO FOLHA – 2012. Ver em: http://ruf.folha.uol.com.br/rankings/pelaqualidadedepesquisa/. Acesso em: 27-09-2012

RASCHE, F. Ética em bibliotecas públicas: representações de ética de profissionais da informação bibliotecários. Florianopolis, 2005. 219 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Educação. Programa de PósGraduação em Ciência da Informação. Ver em: http://www.cin.ufsc.br/pgcin/FranciscaRasche.pdf. Acesso em: 15-12-2012.

RENDÓN–ROJAS, M. Epistemologia da Ciência da Informação: objeto de estudo e principais categorias. InCID: Revista de Ciência da Informação e Documentação, Ribeirão Preto, v . 3, n. 1, p. 3-14, jan./jun. 2012. Ver em: http://revistas. ffclrp.usp.br/incid/article/view/113. Acesso em: 15-08-2012.

REZENDE, A. P. História do movimento operário no Brsil. 2. ed. São Paulo: Ática, 1990. 88 p.

RIFKIN, J. A terceira revolução industrial. Trad. Maria Lúcia Rosa. São Paulo: M.Books, 2012. 320 p.

RONCONI, D. R. Os códigos de ética e disciplina empresariais e seu impacto na dinâmica da sociedade e na cidadania empresarial. In: CHRISTOFOLETTI, R.; BECK, A. A. H. (org.). Ética, ciência e conhecimento. Itajaí: Ed. Univali, 2006. p. 67-89.

ROUSSEAU, J-J. Discurso sobre a origem e os fundamentos da desigualdade entre os homens. Trad. Paulo Neves. Porto Alegre: L&PM, 2011. 173 p.

RUSSO, L. G. M. A Biblioteconomia brasileira: 1915-1965. Rio de Janeiro: INL, 1966. 357 p.

SALDANHA, G. Entre a Retórica e a Filologia: do pragmatismo ao humanismo na epistemologia da Ciência da Informação. InCID: Revista de Ciência da Informação e Documentação, Ribeirão Preto, v. 2, n. 1, p. 47-67, jan./jun. 2011. Ver em: http://revistas.ffclrp.usp.br/incid/article/view/41. Acesso em: 15-08-2012.

SCHUTZ, A.; LUCKMANN, Th. Las estructuras del mundo de la vida. Trad. Nestor Miguéz. Buenos Aires: Amorrortu, 2003. 315 p.

SENNETT, R. Carne e pedra. Trad. Marcos Aarão Reis. Rio de Janeiro: BestBolso, 2008. 417 p.

SHAHEEN, M. A.; ARIF, M.; MIRZA, M. S. Information ethics in Pakistani librarianship: The role of online mailing groups. The International Information & Library Review (2012),doi:10.1016/j.iilr.2012.04.003 IN PRESS

SHERA, J. Epistemologia social, semântica geral e biblioteconomia. Ciência da Informação, Brasília, DF, Brasil, v. 6, n. 1, p. 9-12, jun. 1977. Ver em:http://revista.ibict.br/cienciadainformacao/index.php/ciinf/article/view/1564. Acesso

em: 15-08-2012.

SHERA, J.. Toward a theory of Librarianship and information science. Ciência da Informação, Brasília, DF, Brasil, v. 2, n. 2, p. 87-96, dez. 1973. Ver

em:http://revista.ibict.br/cienciadainformacao/index.php/ciinf/article/view/1643. Acesso

em: 15/8/ 2012.

SHIELDS, G. R. The FBI creates an awareness of librarian ethics: an opinionated historical review. In: LANCASTER, F. W. (ed.). Ethics and the Librarian. UrbanaChampaign, Illinois: University of Illinois, Graduate School of Library and Information Science, 1991. p. 19-30.185.

SILVA, J. L. C. A tríade identidade, ética e informação na biblioteconomia brasileira: análise sobre o código de ética do bibliotecário. Revista Digital de Biblioteconomia e Ciência da Informação, Campinas, v.7, n. 2, p. 76-101, jan./jun. 2010.

SOUZA, F. C. de. Ciência da Informação no Brasil: o desenvolvimento da pesquisa e suas implicações na formação de mestres e doutores. Informação & Sociedade: Estudos, v.22, n.1, p. 79-94, jan./abr. 2012. Ver em: http://www.ies. ufpb.br/ojs2/index.php/ies/article/view/9680/7362. Acesso em: 16-08-2012.

SOUZA, F. C. de. O ensino de biblioteconomia no contexto brasileiro: século XX. Florianópolis: Ed. UFSC, 2009. 189 p.

SOUZA, F. C. de. Modernização e biblioteconomia nova no Brasil. Florianópolis: NUP/CED/UFSC, 2003. 222 p.

SOUZA, F. C.; GUIMARAES, J. A. C. Dimensões integradoras do ensino e pesquisa de ética profissional em biblioteconomia e ciência da informação no Brasil: um olhar a partir da UFSC e da UNESP-Marília. In: IX ENCUENTRO DE DIRECTORES Y VIII DE DOCENTES DE ESCUELAS DE BIBLIOTECOLOGÍA Y CIENCIA DE LA INFORMACIÓN DEL MERCOSUR, 2012, Montevideo. Actas... Montevideo, 2012. v.

1. p. 1-15.

SOUZA, F. C. et alii . Ética profissional e autoavaliação do potencial de beneficência ou

maleficência do trabalho realizado pelo bibliotecário atuante em bibliotecas públicas,

empresariais e universitárias em Santa Catarina: uma perspectiva comparativa. In: XIII

ENANCIB, 2012, Rio de Janeiro. Anais ... Rio de Janeiro: PPGICS/ICICT/FIOCRUZANCIB, 2012. v. 1, p. 1-20.

SOUZA, F. C.; STUMPF, K. Presença do tema ética profissional nos periódicos brasileiros de Ciência da Informação e Biblioteconomia. Perspectivas em Ciência da Informação, v. 14, p. 94-115, 2009.

SOUZA, S. Fundamentos filosóficos da biblioteconomia. Revista de Biblioteconomia de Brasília, Brasília. v. 14, n. 2, p. 189-196, jul./dez. 1986. Ver em:

http://www.brapci.ufpr.br/download.php?dd0=17538. Acesso em: 15-08-2012.

STUMPF, K. Ética em bibliotecas universitárias: representações expressas no discurso de bibliotecários. Florianopolis, 2012. 180 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Educação. Programa de PósGraduação em Ciência da Informação.

STUMPF, K. Ética profissional bibliotecária evidenciada nos discursos apresentados nos periódicos científicos brasileiros e espanhois. Biblos (Rio Grande), v. 25, p. 103-130, 2011.

TOFLER, A. A terceira onda. 2. ed. Trad. João Távora. Rio de Janeiro: Record, 1980. 491 p.

TRIPATHI, S.; TRIPATHI, A. Privacy in libraries: the perspective from India. Library Review, v. 59, n. 8, p. 615-623, 2010.

VERGER, J. As universidades e a idade média. São Paulo: UNESP, 1990. 170 p.

VIEIRA, K. C. et alii. Panorama dos Seminários nacionais de bibliotecas universitárias. In: SEMINÁRIO Nacional de Bibliotecas Universitárias, 11. Florianópolis, 2000.

Anais. Florianópolis, 2000.

VIVAS LÓPEZ, S.; SORIANO, D. R. Ética empresarial, globalización y dirección de recursos humanos. Cuadernos de Estudios Empresariales, v. 12, p. 201-213, 2002.

WENGERT, R. G. Some ethical questions for consideration and discussion. In: LANCASTER, F. W. (ed.) Ethics and the Librarian. Urbana-Champaign, Illinois: University of Illinois, Graduate School of Library and Information Science, 1991. p. 115-118.

WEBER, M. Economia e sociedade. Brasíia: Ed. UnB, 2009. 2 v. 186.

WHITE, Herbert S. Teaching professional ethics to students of Library and information science. In: LANCASTER, F. W. (ed.) Ethics and the Librarian. Urbana-Champaign, Illinois: University of Illinois, Graduate School of Library and Information Science, 1991. p. 31-44.

WOLFF, R. P. O ideal da universidade. Trad. Sonia V. Rodrigues e Maria C. P. Barbosa Lima. São Paulo: Ed. UNESP, 1993.

ZANDONADE, T. Social Epistemology from Jesse Shera to Steve Fuller. Library Trends, v. 52, n. 4, p. 810-832, Spring 2004. Ver em: https://www.ideals.illinois.edu/bitstream/handle/2142/1705/Zandonade810832.pdf?sequence=2. Acesso em 15-08-2012.


Downloads

Downloads per month over past year

Actions (login required)

View Item View Item