Bibliotecas públicas municipais portuguesas: forças e fraquezas de um modelo na esfera da sociedade da informação e do conhecimento

Pereira, Ângela Maria Ramiro Salgueiro Bibliotecas públicas municipais portuguesas: forças e fraquezas de um modelo na esfera da sociedade da informação e do conhecimento., 2013 . In VI Encontro Ibérico EDICIC, Porto (Portugal), 4-6 November 2013. [Conference paper]

[img]
Preview
Text
PORTUGAL_Bibliotecas públicas municipais portuguesas.pdf - Published version
Available under License Creative Commons Attribution.

Download (428kB) | Preview

English abstract

The communication is intended to expose and analyze the model of library used for the startup of the national network of public libraries in Portugal in order to identify their strengths and weaknesses in the optics of the political, economic and organizational framework. The first part exposes the situation of Portuguese public libraries during the 1980’s, at the beginning of the democratic period, which is characterized by the lack of public library services provision and the stagnation of existing libraries. The awareness of the unsustainable situation of Portuguese libraries and the change of political and economic context of the country are conjugated in order to generate a political will to develop a national policy for the public libraries and to promote a change of the librarian reality throughout the national territory. In parallel,operates the library network of the Calouste Gulbenkian Foundation that in collaboration with some Portuguese municipalities offers itinerant and fixed library services and whose reality is analyzed in the optical network structure and cooperation relationship with the local administration. In a second stage of analysis, we try to identify the constraints that, since an initial phase, affected the consolidation of public libraries of the national network and the capacity of organizational adaptation to the changes of the informational context.

Portuguese abstract

A comunicação pretende expor e analisar o modelo de biblioteca pública utilizado para o arranque da Rede Nacional de Bibliotecas Públicas portuguesas com o intuito de identificar os seus pontos fortes e os seus pontos fracos na ótica do enquadramento político, económico e organizacional. Numa primeira parte expõe- se a situação das bibliotecas públicas portuguesas na década de 80, no início do período democrático, que se caracterizava pela falta de oferta de serviços de leitura e a estagnação das bibliotecas existentes. A tomada de consciência da situação insustentável das bibliotecas portuguesas e a mudança do contexto político- económico do país conjugam-se no sentido de haver vontade política de desenvolver uma Política Nacional de Leitura Pública que promova um mudança no panorama bibliotecário português em todo o território nacional. Em paralelo, funciona a Rede de Bibliotecas da Fundação Calouste Gulbenkian que em colaboração com alguns Municípios portugueses oferece serviços de biblioteca itinerantes e fixos e cuja realidade se analisa na ótica da estrutura da rede e na relação de cooperação com as câmaras. Numa segunda fase de análise, identificam-se os constrangimentos que desde uma fase inicial afetaram a consolidação das bibliotecas públicas da Rede nacional e a capacidade de adaptação organizacional às mudanças do contexto informacional.

Item type: Conference paper
Keywords: Portuguese public library model, The national network of public libraries, Library network of the Calouste Gulbenkian Foundation, National policy for public libraries, Local Administration, Modelo de biblioteca pública português, Rede Nacional de Bibliotecas Públicas, Rede de Bibliotecas da Fundação Calouste Gulbenkian, Política Nacional de Bibliotecas Públicas, Administração Local
Subjects: D. Libraries as physical collections. > DC. Public libraries.
Depositing user: Carla Ferreira
Date deposited: 26 Mar 2014 23:26
Last modified: 02 Oct 2014 12:30
URI: http://hdl.handle.net/10760/22773

References

"SEEK" links will first look for possible matches inside E-LIS and query Google Scholar if no results are found.

Bertrand, Anne-Marie. 2008. Le modèle de bibliothèque: un concept pertinent? [autor do livro] VV AA. Quel modèle de bibliothèque? Villeurbanne: Presses d’enssib. P. 10-24.

Cabral, Luís. 1999. As bibliotecas públicas portuguesas: problemas e propostas de desenvolvimento. Porto: Edições Afrontamento. p. 75.

Caldas, Aníbal. 1984. 25 anos depois. Boletim Cultural. 6.a série, Vol. n.o 2, p. 55.

Ferreira, David Mourão. 1994. Serviço de Bibliotecas e Apoio à Leitura. Cadernos BAD. Vol. 3, p. 159-179.

Figueiredo, Fernanda Eunice. 2004. Rede Nacional de Bibliotecas Públicas: actualizar para responder a novos desafios. Cadernos BAD. Vol. 1, p. 60-70.

Furtado, José Afonso. 1984. A política do livro e da leitura na ótica do IPL. Boletim Cultural. 6.a série, Vol. n.o 2, p. 22-25.

Gordo, Ana Paula, Pinto, Eunice Silva e Vaz, Júlio. 1994. O Programa da Rede de Bibliotecas Públicas. Cadernos BAD. Vol. n.o 3, p. 79-84.

Melo, Daniel. 2004. A Leitura Pública no Portugal contemporâneo: 1926-1987. Lisboa: Instituto de Ciências Sociais.

Melo, Daniel. 2005. As bibliotecas da Fundação Gulbenkian e a leitura pública em Portugal (1957-1987). Análise Social. 2005, Vols. XL, n.o 174, p. 65-86.

Moura, Maria José (coord.). 1986. Leitura pública: rede de bibliotecas municipais. Lisboa: Secretaria de Estado da Cultura, 1986.

Moura, Maria José. 1996. Relatório sobre as bibliotecas públicas em Portugal. [Online]. Grupo de Trabalho: Gabriela Lopes da Silva, Fernanda Eunice Figueiredo, Eloy Rodrigues e Rui Casteleiro. Disponível em: http://rcbp.dglb.pt/pt/ServProf/Documentacao/Documents/16_RelatorioRNBP96.pdf.

Nóvoa, António e Ó, Jorge Ramos do. 2007. Educação. [autor do livro] Barreto, António (coord.). Fundação Calouste Gulbenkian – cinquenta anos. Em linha. Lisboa: FCG, 2007. Disponível no Repositório da Universidade de Lisboa. URI: http://hdl.handle.net/10451/4824.

Nunes, H. Barreto et al. 1986. Bibliotecas e Leitura Pública em tempo de mudança. Actas do 1.o Congresso Nacional de Bibliotecários, Arquivistas e Documentalistas. Porto: APBAD, 1986.

Oleiro, Margarida e Heitor, Célia. 2010. 20 anos da Rede Nacional de Bibliotecas Públicas: um balanço (possível) do grau de cumprimento do Programa. Guimarães: APBAD. 10.o Congresso Nacional de Bibliotecários, Arquivistas e Documentalistas.

Portilheiro, Joaquim. 1983. A leitura pública: uma batalha urgente. Cadernos de Biblioteconomia, Arquivistica e Documentação. 1983, Vol. 2, Leitura Pública, p. 13-19.

Quadros, António. 1984. Os tempos heróicos: um testemunho. Boletim Cultural. 6.a série, jun. de 1984, Vol. n.o 2, p. 40-44. Disponível em: http://www.leitura.gulbenkian.pt.

Secretaria de Estado da Cultura. 1986. Despacho n.o 23/86. Diário da República, 2.a série. 3 de abril de 1986.

Veneza, Ana. 1986. O Poder Local, 1976-1984: da indefinição à (des)centralização estatal. [ed.] Boaventura de Sousa Santos. Revista Crítica de Ciências Sociais. fevereiro de 1986, Vols. n.o 18, 19, 20, p. 693-708. Colóquio Portugal 1974-1984: dez anos de transformação social.

VVAA. 1983. A Leitura Pública em Portugal: manifesto. www.apbad.pt. [Online] 04 de fevereiro de 1983. [Citação: 11 de março de 2013.] Disponível em: http://www.bad.pt/noticia/wp-content/ uploads/2013/02/Manifesto-da-Leitura-P%C3%BAblica-1983.pdf.


Downloads

Downloads per month over past year

Actions (login required)

View Item View Item