Usuário de informação e ralé estrutural como não-público: reflexões sobre desigualdade e invisibilidade social em unidades de informação

Rabello, Rodrigo and Almeida Junior, Oswaldo Francisco Usuário de informação e ralé estrutural como não-público: reflexões sobre desigualdade e invisibilidade social em unidades de informação. Informação & Sociedade: Estudos, 2020, vol. 30, n. 4, pp. 1-24. [Journal article (Paginated)]

[img]
Preview
Text
Rabello_Almeida Junior_2020_Usuário de informação e ralé estrutural.pdf

Download (409kB) | Preview

English abstract

The text seeks to reflect on inequality and social invisibility in the context of information units, considering, as an inflection point, the concept of information user. To this end, it performs a literature review, addressing concepts related to social classes, within the scope of social theory, and to information users, in the areas of library science and information science. It was observed that the concept of information user refers to a type of subject studied: a) out of context in information systems (physical and cognitive models); b) contextually, being able to dispense with the notion of system (social model); and c) from some individual / social privilege (economic, cultural and social capital). The concept of structural rabble brings a counterpoint to that of the user of information regarding inequality in social classes. The non-public concept, when conceived as a structural rabble, reinforces the contrast to the concept of information user. Finally, it was observed that the theoretical choices are also political, with ethical implications. They can be conformed to the public, real or potential, or non-conformed to the structural rabble as non-public. In this context, it was argued that the information professional should work with the community, being open to speaking the language of the non-public and considering their culture. The studies of “information and community” or “users and non-users” allow considering different social classes, in the sense of giving social visibility to the structural rabble when it starts to be conceived as a public.

Portuguese abstract

O texto busca refletir sobre desigualdade e invisibilidade social no contexto das unidades de informação, considerando, como ponto de inflexão, o conceito usuário de informação. Para tanto, realiza revisão de literatura, abordando conceitos tocantes a classes sociais, no âmbito da teoria social, e a usuário da informação, nas áreas de biblioteconomia e ciência da informação. Observou-se que o conceito de usuário de informação se refere a um tipo de sujeito estudado: a) descontextualizadamente em sistemas de informação (modelos físico e cognitivo); b) contextualizadamente, podendo prescindir da noção de sistema (modelo social); e c) a partir de algum privilégio individual/social (capitais econômico, cultural e social). O conceito de ralé estrutural apresenta um contraponto ao de usuário de informação relativamente à desigualdade em classes sociais. Já o conceito de não-público, quando apreendido como ralé estrutural, reforça o contraste ao conceito usuário de informação. Por fim, observou-se que as escolhas teóricas são também políticas, com implicações éticas. Elas podem ser conformadas ao público, real ou potencial, ou inconformadas com a ralé estrutural como não-público. Defendeu-se, nesse contexto, que o profissional de informação necessita trabalhar com a comunidade, estando aberto para falar a língua do não-público, e considerar a sua cultura. Os estudos de “informação e comunidade” ou de “usuários e não-usuários” permitem considerar diferentes classes sociais, no sentido de conferir visibilidade social à ralé estrutural, ao passar a ser concebida como público.

Item type: Journal article (Paginated)
Keywords: Information user. Structural rabble. Non-public. Social invisibility. Information units. Usuário de informação. Ralé estrutural. Não-público. Invisibilidade social. Unidades de informação.
Subjects: B. Information use and sociology of information > BA. Use and impact of information.
B. Information use and sociology of information > BC. Information in society.
B. Information use and sociology of information > BF. Information policy
Depositing user: Rodrigo Rabello
Date deposited: 15 Feb 2021 12:30
Last modified: 15 Feb 2021 12:30
URI: http://hdl.handle.net/10760/41794

References

ALLEN, T. J. Information need and use studies. ARIST, v. 4, p. 3-29, 1969.

ALMEIDA JUNIOR, O. F. Mediação da informação: um conceito atualizado. In: BORTOLIN, S.; SILVA, R. J.; SANTOS NETO, J. A. Mediação oral da informação e da leitura. Londrina: ABECIN, 2015. p. 9-32.

ARAÚJO, C. A. Á. O sujeito informacional no cruzamento da Ciência da Informação com as Ciências Humanas e Sociais. In: ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISA EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO, 14., 2013, Florianópolis. Anais... Florianópolis: PPGCI/UFSC, 2013.

ARAÚJO, C. A. Á. Arquivologia, Biblioteconomia, Museologia e Ciência da Informação: o diálogo possível. Brasília: Briquet de Lemos/Livros; São Paulo: ABRAINFO, 2014.

BOURDIEU, P. O poder simbólico. Trad. Fernando Tomaz. Rio de Janeiro: DIFEL, 1989.

CAPURRO, R. Epistemología y Ciencia de la Información. Enl@ace: Revista Venezolana de Información, Tecnología y Conocimiento, Año 4, n.1, Enero-Abril, p.11-29, 2007.

CASE, D. O. Information behavior. ARIST, v. 40, p. 293-327, 2006.

CONGRESSO BRASILEIRO DE BIBLIOTECONOMIA E DOCUMENTAÇÃO, 11, 1982, João Pessoa.Anais. João Pessoa: Associação Profissional de Bibliotecários da Paraíba, 1982.

COOL, C. The concept of situation in information science. ARIST, v. 35, p. 5-42, 2001.

COSTA, M. F. O. Concepções dos estudos de usuários na visão dos professores dos cursos de biblioteconomia brasileiros. 2014. 237f. Tese (Doutorado em Ciência da Informação) – PPCGI, UNESP, Marília, 2014.

COURTRIGHT, C. Context in information behavior research. ARIST, v. 41, p. 273-306, 2007.

CRANE, D. Information needs and uses. ARIST, v. 6, p. 3-39, 1971.

CRAWFORD, S. Information needs and uses. ARIST, v. 13, p. 61-81, 1978.

DERVIN, B.; NILAN, M. Information needs and uses. ARIST, v. 21, p. 3- 33, 1986.

EGAN, M. E; SHERA, J. H. Foundations of a theory of bibliography. The Library Quarterly, v. 22, n. 2, p. 125-137, 1952.

FERNÁNDEZ MOLINA, J. C.; MOYA-ANEGÓN, F. Perspectivas epistemológicas “humanas” en la documentación. Revista Española de Documentación Científica, v.25, n.3, p.241-253, jul./sept. 2002.

FISHER, K.; JULIEN, H. Information behavior. ARIST, v. 43, p.317-358, 2009.

FLUSSER, V. Uma biblioteca verdadeiramente pública. R. Esc.Bibliotecon. UFMG, Belo Horizonte, v.9, n.2, p. 131-138, set. 1980.

FLUSSER, V. Biblioteca e cultura local. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE BIBLIOTECONOMIA E DOCUMENTAÇÃO, 11, 1982, João Pessoa. Anais... v.2. João Pessoa: Associação Profissional de Bibliotecários da Paraíba, 1982.

FLUSSER, V. O bibliotecário animador: considerações sobre sua formação. R. Esc.Bibliotecon. UFMG, Belo Horizonte, v. 11, n. 2, p. 230-236, 1982.

FLUSSER, V. A biblioteca como instrumento de ação cultural. R. Esc.Bibliotecon. UFMG, Belo Horizonte, v. 12, n. 2, p. 145-169, set. 1983.

FROHMANN, B. O caráter social, material e público da informação. In: FUJITA, M.; MARTELETO, R.; LARA, M. (Org.). A dimensão epistemológica da ciência da informação e suas interfaces técnicas, políticas e institucionais nos processos de produção, acesso e disseminação da informação. São Paulo: Cultura Acadêmica; Marília: Fundepe, 2006.

GONZÁLEZ de GÓMEZ, M. N.; RABELLO, R. Sujeito, agência e informação: tradição e leituras transversais. In: GONZÁLEZ de GÓMEZ, M. N.; RABELLO, R. (Org.). Informação: agentes e intermediação. Brasília: IBICT, 2017.

GRIGOLETO, M. C. Revisitando a noção de sujeito informacional: reflexões sobre delimitações e perspectivas de ampliação no âmbito da ciência da informação. In: ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISA EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO, 19., 2018, Florianópolis. Anais... Londrina, PR: PPGCI/ UEL, 2018.

HERNER, S.; HERNER, M. Information need and use studies in science and technology. ARIST, v. 2, p. 1-34, 1967.

HEWINS, E. T. Information need and use studies. ARIST, v. 25, p. 145- 172, 1990.

LIN, N.; GARVEY, W. D. Information need and use studies. ARIST, v. 7, p. 5-37, 1972.

LIPETZ, B.-A. Information needs and use. ARIST, v. 5, p. 3-32, 1970.

MARTYN, J. Information need and use studies. ARIST, v. 9, p. 3-23, 1974.

MENZEL, H. Information needs and uses in science and techonology. ARIST, v. 1, p. 41-46, 1966.

MILANESI, L. A casa da invenção: biblioteca e centro de cultura. 4. ed. São Paulo: Ateliê, 2003.

OROM, A. Information science, historical changes and social aspects: a Nordic outlook. Journal of Documentation, v. 56, n. 1, p. 12-26, 2000.

OTLET, P. Traité de documentation: le livre sur le livre: théorie et pratique. Bruxelles : Mundaneum, 1934.

PAISLEY, W. Information needs and uses. ARIST, v. 3, p. 1-30, 1968.

PETTIGREW, K. E.; FIDEL, R.; BRUCE, H. Conceptual frameworks in information behavior. ARIST, v. 35, p. 43-78, 2001.

RABELLO, R. Noções de sujeito em modelos teóricos na Ciência da Informação: do enfoque no sistema à consideração da agência em contexto. Informação e Sociedade: Estudos, v. 23, p. 57-71, 2013.

RABELLO, R.; GONZÁLEZ de GÓMEZ, M. N. Agentes, intermediações e institucionalidades: apontamentos acerca de um mosaico interpretativo no campo informacional. In: GONZÁLEZ de GÓMEZ, M. N.; RABELLO, R. (Org.). Informação: agentes e intermediação. Brasília: IBICT, 2017.

SAVOLAINEN, R. Information behavior and information practice: reviewing the ‘umbrella concepts’ of information-seeking studies. Library Quarterly, v.77, n.2, p.109-132, 2007.

SOUZA, J. A ralé brasileira: quem é e como vive. Belo Horizonte: Ed. UFMG, 2011.

THE BEHAVIOUR/PRACTICE DEBATE: a discussion prompted by Tom Wilson’s review of Reijo Savolainen’s Everyday Information Practices: a social phenomenological perspective. Lanham, MD: Scarecrow Press, 2008. Information Research, v.14, n.2, paper 403, 2009.

TOMÁS, J. La notion d’invisibilité sociale. Cultures et Sociétés, n.16, p. 103-109, 2010.

WILSON, T. D. Human information behavior. Informing Science Research, v. 3, n .2, p. 49-55, 2000.


Downloads

Downloads per month over past year

Actions (login required)

View Item View Item